Astrônomos mostram que o máximo pico das tempestades do Sol acontecerá em 2013, o que irá provocar danos devastadores sobre a tecnologia humana.

 

Quem alerta é o secretário-assistente da National Oceanic and Atmospheric Administration. Segundo ele, irão acontecer grandes problemas em algumas estruturas terrestres como os satélites de telecomunicações e de envio específico de sinais, sistemas de navegação de internet e até em transmissões elétricas. Estas tempestades liberam grande quantidade de partículas que desativam até mesmo circuitos frágeis de computador.

 

  Segundo os dados, esta tempestade jamais foi vista, sendo considerada a pior que será registrada, enviando para a Terra uma torrente gigante de explosão de plasma solar. Uma ex-astronauta da NASA, Dr. Sullivan, declarou que não é uma questão de “se”, mas quando tal evento aconteceria, pois é certo que tal fato algum dia chegaria a nos atingir.

 

  As partículas carregadas que chegarão a Terra, poderão causar bilhões, talvez trilhões de reais em prejuízos para equipamentos elétricos, domésticos e industriais em todo o mundo. A Associação Americana para o Avanço da Ciência alerta que, se a tempestade solar atingir o pico máximo que espera os astrônomos, poderemos ficar semanas ou até meses sem energia elétrica em boa parte do planeta, ou em todo ele.

 

  O mundo teve uma pequena demonstração do poder de nossa estrela em Fevereiro, quando uma grade torrente de plasma com partículas ativas foram enviadas ao planeta a uma velocidade média de 580 quilômetros por segundo, causando interrupções de rádio em várias partes do mundo.

 

Cada explosão solar libera grandes quantidades de raios-X e ultravioletas que chegam a Terra em poucos minutos, primeiramente interrompendo comunicações via rádio. Após 20 minutos, são liberadas rajadas com partículas bastante energéticas, danificando os satélites. Em aproximadamente 15 ou 30 minutos poderá ocorrer a “super explosão”, colidindo com o campo magnético da Terra.

 

Apesar da gravidade, estes eventos não são tão raros. Em 1859 foi registrado pela primeira vez uma explosão solar desde tipo, pelo cientista Richard Carrington. A NASA informou que em 1972 uma explosão solar causou a queda nas comunicações telefônicas no centro-oeste de Illinoius, nos EUA.

 

Fonte: Jornal Ciência

 

Este fato lembrado no filme “Knowing”

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!