Os modelos básicos medem 3 metros de diâmetro por 2,1 metros de altura, são pré-fabricados, suas paredes formadas por oito painéis e o chão por quatro. Feitos em fibra de vidro e poliuretano, têm isolamento térmico e fixam-se ao solo, em qualquer tipo de terreno, por oito cabos. Quatro deles também são utilizados para o caso de serem transportados por helicóptero, já montados. Esta inclusive é uma de suas grandes vantagens. Em locais inóspitos e sem acesso por terra, as pequenas células de sobrevivência  chegam montadas e prontas para serem usadas.

Se no descontraído ambiente da sede suíça do Google eles recebem o nome de "cápsulas de pensar", em livre tradução, em uso outdoor eles representam o abrigo perfeito. Afinal, estes iglus suportam ventos fortíssimos, possuem vidros duplos à prova de choques e podem ser interligados através de túneis criando pequenas bases.

Ideal para pesquisadores e cientistas, a idéia do "Igloo Satellite Cabin" também vem sendo usada no ecoturismo, representando uma interessante maneira de harmonizar-se com a Natureza e uma forma bastante prática para observar espécimes em seu habitat natural. Cada módulo pode ser fabricado de acordo com o seu uso, o que significa configurações exclusivas que vão do "mobiliário" interno até a escolha da cor. O iglu de número 001 foi testado em uma expedição científica na Antártica em 1982 e hoje mais de 18 países utilizam estas cápsulas, principalmente em pesquisas no continente gelado.

Fonte

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!