As enigmáticas esferas foram encontradas durante uma escavação arqueológica, com a ajuda de um robô equipado com uma câmera, em um dos edifícios mais importantes da cidade pré-hispânica de Teotihuacan.

“Elas se parecem com esferas amarelas, mas não sabemos seu significado. É uma descoberta sem precedentes”, disse o arqueólogo Jorge Zavala.

As ruínas mesoamericanas de Teotihuacan, um Patrimônio da Humanidade, representam um dos maiores centros urbanos do mundo antigo. Tendo sido estabelecida em torno de 100 aC, a cidade cheia de pirâmides tinha mais de 100.000 habitantes no seu auge, mas foi abandonada por razões desconhecidas em torno de 700 dC – muito antes dos astecas chegaram em 1300.

A escavação no templo focou em um túnel de 100 metros de comprimento que corre sob a estrutura. O conduto foi descoberto em 2003, quando fortes chuvas revelaram um buraco a poucos metros da pirâmide. Para explorar o túnel, que estava cheio de detritos e ruínas do povo de Teotihuacan, foram necessários vários anos de trabalho preliminar e planejamento.

“Finalmente, há alguns meses, encontramos duas câmaras laterais há 73 metros da entrada. ” disse o arqueólogo Sergio Gómez Chávez.

Os arqueólogos exploraram o túnel com um robô de controle remoto chamado Tlaloc II-TC, que tem uma câmera infravermelha e um scanner a laser que gera a visualização 3D dos espaços abaixo do templo.

“O robô foi capaz de entrar na parte do túnel que ainda não foi ainda escavada e encontrou três câmaras entre 100 e 110 metros a partir da entrada”, disse Chávez.

As misteriosas esferas estão em todas as câmeras descobertas recentemente. Com 1,5 a 5 centímetros, os objetos têm um núcleo de argila e são cobertos com um material amarelo denominado jarosite.

“Este material é formado pela oxidação do pirite, que é um minério metálico”, disse Chavez. “Isso significa que em tempos pré-hispânicos, as esferas eram metálicas. Existem centenas destas na câmara sul.” Originalmente, as esferas eram brilhantes e únicas, mas não temos ideia do que elas significam.”

Até as paredes e o teto de ambas as câmaras foram cobertas com um pó mineral composto de magnetita, pirita e hematita, o que forneceu um brilho especial ao lugar.

“Acreditamos que as pessoas de alto escalão, sacerdotes ou mesmo governantes, desciam para o túnel para realizar rituais”, disse Chávez. Os arqueólogos encontraram muitos objetos, incluindo cerâmica e máscaras de madeira cobertas com cristal de rocha incrustada, jade e quartzo – todos datando de cerca de 100 dC.

Gómez Chávez e sua equipe agora planejam a próxima fase do projeto – explorar a última parte do túnel e as câmaras ainda inexploradas. [Discovery News]

Leia mais em http://misteriosdomundo.com/arqueologos-misteriosas-esferas-antigo-templo#ixzz2Rzb5cVqa
Follow us: @misteriomundo on Twitter | mmh.misteriosdomundo on Facebook

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!