20 de abril de 2013 – CHINA – luzes não identificadas foram vistas sobre o Mar de Bohai, à noite, o que poderia ser um sinal de que a China está a testar novos mísseis nucleares, Duowei News, uma mídia em língua chinesa com sede em Nova York, cita sites chineses como de relatórios da terça-feira. O Mar Bohai é o abismo mais profundo do Mar Amarelo, na costa nordeste da China.
O Nezavisimaya Gazeta, um jornal russo, informou um dia antes que a China deve ter desenvolvido novas múltipla ogivas de mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs), e tem a capacidade de dominar os sistemas de defesa de mísseis dos EUA e lançar ataques nucleares contra. The Wall Street Journal, por sua vez, informou que os EUA tem agora 806 ICBMs implantados, enquanto a Rússia tem um total de 491, e a China tem apenas entre 50 e 75. Alguns especialistas disseram que a China planeja aumentar seus ICBMs implantados para 500. Além disso, pretende desenvolver mísseis balísticos intercontinentais de ogivas múltiplas, para penetrar no sistema anti-mísseis dos EUA com a esperança de manter uma capacidade de intimidação nuclear de baixo grau, de modo a garantir que ele tenha a habilidade de contra-atacar em caso de um ataque nuclear dos EUA .
Enquanto isso, nesse mesmo dia, a China emitiu um livro branco sobre a defesa nacional em que discorreu sobre seus novos desafios de segurança em tempos de paz e de emprego diversificado de suas forças armadas para lidar com esses desafios. Wu Xihua, vice-diretor do Escritório da Sede Maior e General do Exército Popular de Libertação para Resposta de Emergência, disse que a China se opõe à guerra. Mas ele também disse que se alguém “impõe a guerra contra nós, temos que ser capazes de lutar resolutamente e vencer.” Ele reafirmou a determinação da China para salvaguardar os seus interesses fundamentais de soberania, segurança e integridade territorial.
Concentre-Taiwan:
http://focustaiwan.tw/

Vi no Ufologia Paracientifíca

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!