A indústria de armas e militar é uma das que mais dinheiro movimentam a cada ano em todo o mundo e demonstra que a guerra é um negócio rentável desde sempre.

Segundo dados compilados pelo Instituto de Pesquisa para a Paz de Estocolmo em seu  anuário 2013, as vendas globais de armas e serviços militares das 100 maiores empresas de equipamentos bélicos atingiu, em 2011, a cifra de 465.770 bilhões de dólares, contra os 411 do ano anterior.

De acordo com esta instituição sueca, desde 2002, com as guerras no Afeganistão e no Iraque já no cenário internacional, as vendas do setor aumentaram 60%, o que parece mostrar que as empresas envolvidas no negócio de guerra são imunes aos efeitos da crise financeira que abalou o mundo.

Das 100 empresas que o anuário analisa, as 10 primeiras faturaram 233.540 bilhões de dólares, ou seja: perto de 50% do total vendido pelas Top 100. Nenhum setor econômico cresceu tanto como a indústria de armamento.

Com a tecnologia cada vez mais sofisticada, na qual os drones (veículos aéreos não tripulados) parecem ser o principal produto na vitrine das máquinas de guerra. Não é surpreendente que 7 delas se dedicam ao setor de aviação, nem que muitas delas têm suas sedes nos EUA, o país que mais dinheiro gasta a cada ano com suas forças armadas.

Veja abaixo as Top 10 empresas que mais faturam com as guerras. Os dados são de 2011.

1 – Lockheed Martin (EUA): mísseis, eletrônica e espaço aéreo. Vendas de 36.270 bilhões de dólares em 2011. Lucro líquido de 2.655 bilhões de dólares. 123 mil funcionários.

2 – Boeing (EUA): aviões, eletrônica, mísseis, espaço aéreo. Vendas de 31.830 bilhões. Lucro líquido de 4.018 bilhões. 171 mil funcionários.

3 – BAE Systems (Reino Unido): aviões, artilharia, mísseis, veículos militares, navios. Vendas de 29.150 bilhões. Lucro líquido de 2.349 bilhões. 93 mil funcionários.

4 – General Dynamics (EUA): artilharia, eletrônica. Vendas de 23.760 bilhões. Lucro líquido de 2.526 bilhões, 95 mil funcionários.

5 – Raytheon (EUA): mísseis, eletrônica. Vendas de 22.470 bilhões. Lucro líquido de 1.896 bilhões. 71 mil funcionários.

6 – Northrop Grumman (EUA): aviões, eletrônica, mísseis, navios de guerra. Vendas de 21.390 bilhões. Lucro líquido de 2.118 bilhões. 72 mil funcionários.

7 – EADS (UE): aviões, eletrônica, mísseis. Vendas de 16.390 bilhões. Lucro líquido de 1.442 bilhões. 133 mil funcionários.

8 – Finmeccanica (Itália): aviões, veículos de artilharia, mísseis. Vendas de 14.560 bilhões. Lucro líquido de 902 milhões. 70 funcionários.

9 – L-3 Communications (EUA): eletrônica. Vendas de 12.520 bilhões. Lucro líquido de 956 milhões. 61 mil funcionários.

10 – United Technologies (EUA): aeronaves, eletrônica, motores. Vendas de 11.640 bilhões. Lucro líquido de 5.347 milhões. 199 mil funcionários.(Fonte: El Blog Salmón)

Fonte

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!