”Enquanto eu olhava os seres viventes, vi uma roda (“Ofan”: roda, círculo, disco) sobre a terra junto aos seres viventes, dos quatro lados. O aspecto das rodas e a sua obra era semelhante à cor do crisólito (topázio, turquesa, berilo). E as quatro tinham uma mesma semelhança; a sua aparência e a sua obra eram como roda no meio de roda. Quando andavam, moviam-se para os seus quatro lados; não se viravam quando andavam. E os seus aros altos e espantosos, e cheios de olhos … Às rodas, ouvi eu, gritavam-lhes: Roda! (“galgal”: roda, turbilhão, esfera, disco, círculo).. E quando os seres viventes andavam, as rodas andavam entre eles; e quando os seres viventes se levantavam da terra, as rodas se levantavam. Para onde o espírito ordenava que andassem, as rodas também se levantavam depois de eles; porque o espírito dos seres viventes estava nas rodas. ”

O relato mais impressionante de um contato terceiro grau narrado na bíblia foi,no entanto, o legado pelo profeta Ezequiel. Podemos ler em seu livro detalhes dessa narração:
”…Olhei, e eis que um vento tempestuoso vinha do norte, e em uma grande nuvem, com fogo a revolver-se, e esplendor ao redor dela, e no meio disto uma coisa como metal brilhante que saía do meio do fogo”. O relato é muito claro, e segue um padrão lógico, inicialmente. Ezequiel situa a época em que o fato aconteceu para,em seguida, situar o local da ocorrência e depois detalha o acontecimento.

Sua descrição é muito clara,sendo suficiente para descartamos a possibilidade de ter mantido contato com algum fenômeno meteorológico ou mesmo astronômico. O profeta faz referencia inclusive a uma onda de choque, que ele define como vento tempestuoso, provocada pela aproximação de um objeto voador. Nos versículos seguintes, o profeta revela seu contato com uma criatura de aspecto humano, que para ele, seria Jeová, a divindade maior. Esta criatura acaba por se comunicar fazendo uma série de previsões sobre o futuro do povo israelita. É evidente que a interpretação ufológica para esse avistamento pode ser questionada, mas neste caso especificamente existe um estudo detalhado a favor da ideia de contato com nave extraterrestre.

O engenheiro aeroespacial Josef F. Blumrich, que foi chefe do departamento de projeção e construção da NASA, estudou de maneira detalhada todo o relato do profeta. Blumrich acreditava que poderia provar tecnicamente que Erich von Dãniken (supostamente o primeiro a defender a tese de uma nave extraterrestre para o caso de Ezequiel) estava errado. Porém, após seus estudos e análises, acabou por comprovar justamente o oposto. A essência de suas conclusões mostrou uma espaçonave tecnicamente concebível e muito bem projetada para as necessidades exigidas em suas missões. Segundo o engenheiro, tratava-se de um aparelho voador lançado provavelmente de uma estação espacial que estava na órbita terrestre na época.
Há 2500 anos atrás.  Blumich chegou inclusive a recalcular detalhes do processo propulsivo utilizado na espaçonave.

Vi no UfoLight

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!