Sete vulcões entraram em erupção simultânea em seis países, mas o número aumentou em uma escala alarmante desde então: outros 3 – um por dia – tiveram erupções fortes ao longo das últimas 72 horas. São eles:

1- Monte Sinabung, na Indonésia: teve oito erupções em apenas algumas horas, provocando “chuva de pedras” sobre uma grande área. Forçou milhares de pessoas a fugir de suas casas. Está em erupção de forma intermitente desde setembro, mas entrou na fase extremamente ativa na manhã de domingo, atirando repetidamente cinzas e rochas até oito quilômetros no ar.

2- Vulcão Colima, no México: Na noite de segunda-feira, o vulcão de Colima expeliu lava e cinzas, atingindo várias aldeias. Desde então foram registradas entre 30 e 35 erupções por dia.

3- Sakurajima no Japão: Após uma breve fase de atividade mais fraca, o vulcão se tornou mais violento com uma série de explosões poderosas que enviou nuvens de cinzas até 5km na atmosfera. Emissões de cinzas quase constantes têm sido observadas.

4- Fuego, na Guatemala: Dois fluxos de lava estão ativos nas encostas superiores do vulcão. A atividade efusiva começou em 11 de novembro e aumentou no dia 18 de Novembro. Avalanches constantes são observadas. Ao mesmo tempo, a atividade explosiva na cratera manteve-se em níveis baixos a moderados, com explosões altas e incandescentes jatos visíveis à distância.

5- Santa Maria / Santiaguito naGuatemala: apresenta uma nuvem de cinzas finas de 3,2 km de altitude (700 m acima do domo de lava)

6- Yasur em Vanuatu: o vulcão continua a produzir emissões de cinzas quase contínuas, enquanto as explosões são relativamente fracas. Esta fase de emissões de cinzas começou em 3 de novembro e é provável que continue nos próximos dias e semanas.

7- Popocatepetl, no México: o vulcãoPopocatepetl parecia nevado durante toda a manhã e ao meio-dia, a partir da cidade dePuebla, foram observadas colunas geradas por exalações de média intensidade.

8- Monte Marapi na Indonésia: vulcão mais ativo da Indonésia, entrou em erupção no início da segunda-feira, enviando uma nuvem de cinzas negras a 2.000 metros de altura, disseram autoridades.

9- Kliuchevskoi em Kamchatka, na Rússia:Uma boa parte da ação foi capturada por câmeras e satélites apontados para o vulcão.

10- Vulcão submarino Japão: Guarda Costeira do Japão verificou o nascimento da ilha ao redor do arquipélago de Ogasawara.

O que quer que estas erupções simultâneas escondidas pela mídia estejam avisando, ainda está escondido do público. A proximidade do cometa ISON com o Sol e com nosso planeta tem levantado questionamentos sobre algum tipo de influência, mas sem muitas repercussões.

Fonte

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!