Há dentro de ti segredos que só tu podes descobrir.

Segredos que pertencem ao ser humano como espécie.

Segredos que esperam pacientemente que um ser humano acerte em descobri-los para que logo sejam difundidos e passem a ser patrimônio da humanidade consciente.

Esses segredos foram colocados aí pelos mentores da humanidade.

Não me refiro a seres espirituais ou místicos.

Refiro-me aos grandes sábios que escreveram os mais valiosos livros que a humanidade possui.

Aqueles que têm configurado o saber humano. Os grandes filósofos, os grandes cientistas, os grandes líderes espirituais que têm marcado os rumos na história da humanidade.

Todos eles depositaram dentro de ti as sementes da mais alta sabedoria que alcançaram quando estiveram entre nós.

O saber universal não está escrito em linguagem verbal. Esse são um instrumento que os seres humanos inventamos para transmitir conhecimento à mente.

O saber universal, o que permitiu à raça humana triunfar sobre seus depredadores está inscrito no DNA celular.

Porém, houve um tempo em que o ser humano competiu pela sobrevivência e domínio de seu entorno. E essa luta já acabou.

Já não se luta mais contra os animais ou contra os elementos. Essa luta terminou.

O inimigo do Homem agora é o próprio ser humano.

Nem sequer as enfermidades representam para o ser humano um inimigo poderoso. A nível de espécie o ser humano tem sido dotado com as armas necessárias para vencer as epidemias, ainda que às vezes lhe custe milhares de vidas.

Agora o principal inimigo do ser humano é ele mesmo.

E é necessário entender que essa ameaça só se pode vencer através de criar consciência de quem somos e o que buscamos no mundo.

O egoísmo não é outra coisa que uma forma de inconsciência. A ambição e desejo de poder levam o Homem a tentar contra a vida de seus irmãos em um monumental ato de estupidez. E isso não é senão uma forma de inconsciência.

Por isso agora estou chamando a uma revolução silenciosa.

Uma revolução de consciência.

Um movimento que não aspira a ser dirigido por líderes visíveis.

Uma organização como não existiu outra na Terra.

É um movimento das massas conscientes da humanidade.

Haverá quem suspeite que por trás deste movimento se esconde alguém que reclama o poder final, quando for evidente que o movimento tenha ganhado presença no mundo.

E é claro que o haverá! Mas, não para reclamar o poder, nem para reclamar riiquezas, nem para reclamar refletores.

Isso é algo que me tem, certamente, cuidado.

O importante é que quando haja um grupo consciente atuando na Terra, com o número suficiente de pessoas, algo mudará no mundo.

De fato já está acontecendo.

Isso foi o que me permitiu chegar.

E isso é o que estou fazendo. Acelerando este despertar da consciência de quem somos.

Por isso te digo que tens segredos guardados que só tu podes descobrir.

E me interessa que os descubras o quanto antes.

De nada serve que eu os revele. Tornariam-se verdades alheias com o mesmo valor que têm as verdades que tens aprendido nos livros que lês.

Não me refito a essas verdades.

Refiro-me aos segredos que descobriram os grandes homens do passado e que guardas em forma de prisões bioquímicas em teu cérebro.

Há certas idéias semeadas pelo inconsciente coletivo dentro de ti. Pertencem à sabedoria universal, a uma entidade psicológica coletiva que governa sutilmente o comportamento das massas humanas, porém que se dissolve quando buscas estudá-la individualmente.

O que descobriram os grandes da antiguidade vai se tansformando em mudanças a nível bioquímico, em pequenas fissuras a nível cerebral que influem nos caminhos neurais que seguem os impulsos elétricos cerebrais e que te fazem pensar de determinada forma.

Por isso o conhecimento da antiguidade ficou guardado de certa forma dentro do cérebro humano e em ocasiões podes encontrar as mesmas verdades que os sábios antigos descobriram e o fazes seguindo teus próprios caminhos.

Esses são segredos que só se desdobre em meditação.

E nesses segredos estão guardadas tanto as deliberações de Sócrates como as de Jesus Cristo e Buda.

O pensamento de Einstein talvez não o tenhas em teu DNA por ser recente e não estar nas linhas ascendentes de teus antepassados, porém a influência que suas idéias tiveram te afetam de muitas formas e seus aportes são do domínio público porque é provável que também tenhas parte de seu saber.

És o depositário de todo o saber da humanidade.

E só falta meditar para descobri-lo.

Quando o faças e comeces a sentir os bens de conectar-te contigo mesmo. Não esperes desenvolver teorias quânticas ou descobrir discursos sobre ela. “Crítica da razão pura” [1]*, aspira a ter essa paz interior que te prepara para observar o mundo e que deixa a mesa posta para que teu ser interno se revele em toda a sua plenitude.

Essa é a meta que buscamos

Esse é o propósito que sigo quando te peço que medites.

Deixa-me dizer-te que existe um grande número desses seres humanos que já pertencem a esta porção consciente da humanidade. Que já têm despertado a esta sabedoria interna e fazem parte do círculo menor que observa e trabalha desde dentro.

Eles estão te esperando.

Não lhes faças esperar.


[1] “Crítica de Razão Pura” Livro do filósofo Emmanuel Kanti.

Continua no capítulo 7…

Gostou? Compartilhe!

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!