A Fundação Bill e Melinda Gates Foundation (BMGF) investiu vários bilhões de dólares em iniciativas de vacinas para combater o vírus da poliomielite.

Bill Gates está incentivando colegas bilionários a fazerem o mesmo.

Gates está preocupado com a Nigéria e Paquistão porque “teorias da conspiração locais minaram as unidades de vacinação.”
Gates disse: “A verdade é que a vacina é para ajudar as crianças. E espalhar boatos e atacar os trabalhadores sobre isso – as pessoas não têm a justiça ea verdade do seu lado. E, assim, pode perder por um ou dois anos, se não podemos ajudar com isso. O presidente, os líderes religiosos um monte de torcedores do país que está tentando obter a verdade. “

Na Nigéria e Paquistão, o esforço foi “intensificada”, através da Iniciativa de Erradicação da Poliomielite Global (GPEI).
Gates disse: “Eu acho que nós temos a vontade. Nós precisamos – no chão – para obter a verdade. “

Em entrevista à imprensa, Gates, explicou: “O capitalismo não erradicou a varíola. Ele só não sabe como. A erradicação da pólio é um trabalho em andamento, mas não está sendo feito pelos mercados. Assim, a redução da mortalidade infantil, a melhoria da nutrição, são esmagadoramente orientada por ajuda “.

Quando perguntado sobre os esforços BMGF para lidar com “superpopulação”, Bill Gates respondeu: “É um grande impedimento para convencer os doadores ricos do mundo que eles devem se sentir bem sobre essas melhorias de saúde. Nossa fundação focada na década de 1990 sobre a saúde reprodutiva. Nós não estávamos tão grande então. Mas queríamos fazer contracepção disponíveis porque pensamos crescimento populacional faria tudo tão difícil, se é o ambiente ou filhos de alimentação ou estabilidade. Foi só quando descobrimos sobre essa conexão fenomenal entre a melhoria da saúde e redução do crescimento populacional que sentimos: Ótimo, vamos fazer a fundação tão grande quanto possível para ir atrás desses problemas de saúde. Porque antes, então a coisa de bom senso foi mais filhos faria esses problemas menos tratável “.

Portões continuou: “Eu não acho que as pessoas gostam de dizer em voz alta que queremos que essas crianças morrem, porque há muitos deles. Mas optando por não entrar em saúde em nossos primeiros dias, eu era uma vítima do mito em torno de superpopulação. Mas não é apenas incrivelmente boa notícia aqui. A população mundial atingirá o pico. Agora, nós temos enorme crescimento da população em lugares onde nós não queremos isso, como o Iêmen e no Paquistão e partes da África, onde não temos os recursos para realmente ajudar essas pessoas. Então, precisamos levar a sério a descobrir como se certificar de que há relativa saúde e satisfação nesses locais. “

A justificativa para o foco de Gates sobre a redução da população mundial foi invocada neste comentário: “Nós não terá que responder a questão de como muita inovação nos permite suportar 20 ou 30 bilhões de pessoas no planeta. É possível que algum milagre como reinventar a fotossíntese poderia fazê-lo. Investimos em milagres como esse. Mas a quantidade de inovação que seria necessário para apoiar 20 bilhões ou mais é fenomenal e provavelmente não mostrar-se no tempo. Assim, o fato de que a população atingirá o pico é uma grande notícia. Nós já tivemos a maior coorte de nascimento – o maior número de crianças nascidas em um ano. Já passamos o pico sobre isso. Nós provavelmente só tem que apoiar 10-11000000000. Agora ainda temos de aumentar a produção de alimentos e evitar as mudanças climáticas. E quando as pessoas ficam mais ricos, temos que se preocupar com coisas como diabetes. Então, eu não estou dizendo que cumprir a agenda de desenvolvimento faz com que o mundo tudo de bom. Mas em termos de injustiça e equidade, dobrando-se para concluir a agenda de desenvolvimento deve ser a prioridade. ” Occupy Corporatism

Fonte

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!