O documentário examina o impacto do capitalismo na vida do homem comum dos Estados Unidos. Os princípios capitalistas estão em conflito com os ditames cristãos e Moore mostra essa e outras contradições no modelo econômico.
É visível a evolução de Moore como realizador – sobretudo no plano da montagem – de “Tiros em Columbine” para cá, diluindo todas as gorduras que vinham a reboque de seu espírito denuncista. Gorduras que pouco acrescentavam ao formato final de seus projetos. Aqui, descem redondos todos os flagrantes que ele dá à (im)postura do Estado americano no tratamento dos cidadãos que tiveram suas contas bancárias baleadas pela crise econômica. Seu eixo condutor são as expropriações de casas por parte de bancos obrigados a executar hipotecas de moradores incapazes de arcar com suas despesas residenciais. Entre os desapropriados está uma família que conta com o apoio de sua comunidade para não ser despejada pela polícia. O clã em questão realiza uma invasão do lar que antes ocupava – agora tomado pelos bancos – com a ajuda da vizinhança, à revelia da vontade policial.

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!