O suicídio de jovem banqueiro se torna o décimo segundo no mundo financeiro este ano

clip_image001Kenneth BELLANDO ( imagem do Facebook )

Na cidade de Nova York banqueiro de investimento é morto após supostamente saltar de seu prédio , continuando uma série alarmante de suicídios que se abateu sobre o mundo financeiro.

A última morte ocorreu no dia 12 de março, quando Kenneth BELLANDO, de 28 anos, foi encontrado na calçada em frente ao prédio de seis andares em Manhattan.

De acordo com o Daily Mail , os investigadores da polícia disseram que o caso ainda está sob investigação , mas que eles não suspeitam de um terceiro envolvido e que BELLANDO – que estava trabalhando para Levy Capital desde janeiro – provavelmente tirou a própria vida .

Antes de se mudar para a sua última posição , informou o New York Post, BELLANDO trabalhou como um banqueiro de investimentos do JP Morgan Chase. Seu irmão, John BELLANDO , também trabalha no JP Morgan como um oficial de investimento; O Post afirmou que vários e-mails por John BELLANDO foram apresentados como prova durante as audiências do Senado sobre o escândalo “London Whale ” de negociações.

A morte de Kenneth BELLANDO agora marca a 12 ª vez este ano que um empregado no mundo financeiro tenha tirado a sua própria vida em todo o globo. BELLANDO se formou na Universidade de Georgetown , em 2007 , e é o profissional bancário mais jovem a cometer suicídio este ano.

Apesar de posições no mundo bancário poder ser especialmente lucrativo , eles também são conhecidos por colocar uma quantidade extrema de estresse e pressão sobre os indivíduos. Não está claro se a morte de BELLANDO está relacionada à pressão no trabalho, mas no mês passado, o psicólogo Alden Cass disse à CNN que o banco de investimento é particularmente exigente .

“De todas as seções de finanças , eu sei que nenhuma posição é mais extrema em termos emocionais que uma banca de investimento “, disse Cass, que também co- escreveu ” Pensamento Bullish : O Guia do Assessor Sobrevivendo e prosperando em Wall Street. “

A recente série de suicídios começou em janeiro, quando o Deutsche Bank AG William Broeksmit , 58 anos, foi encontrado enforcado em sua casa em 26 de janeiro, depois de supostamente cometer suicídio. Dois funcionários do JP Morgan também se acredita ter tirado suas próprias vidas depois de cair de edifícios em Londres e Hong Kong.

Autumn Radtke , o CEO da empresa de troca moeda digital Primeira Meta, também foi encontrado morto do lado de fora de seu apartamento em Cingapura , no início deste mês.
http://rt.com/usa/twelfth-banker-suicide…world-634/

Em fevereiro eram apenas três, como relatado na reportagem abaixo:

O intrigante suicídio de três banqueiros chama a atenção

sab, 01/02/2014 – 07:33
clip_image002Stanilaw Calandreli

Mike Dueker, 50, economista chefe do Russel Investiments, foi encontrado morto ao lado da estrada que leva à Tacoma Narrows Bridge, havia caído de um aterro com mais de 15 metros de altura. Alguns amigos registraram seu desaparecimento, em 29 de janeiro, após ter tido problemas no serviço, de acordo com a polícia da cidade de Pierce, no estado de Washington.
Gabriel Magee, 39, vice presidente de investimento do JP Morgan europeu, em 28 de janeiro caiu do 33º andar do edifício central do banco e foi encontrado no teto de um prédio lateral de 9 andares, no centro de Londres. Um colega disse que “a polícia vai vasculhar seu escritório, para tentar descobrir se Magee cometeu algum erro. Provavelmente, ele passou a noite no escritório tentando acertar a falha antes da queda.”

Bill Broeksmit, 59, ex-executivo do Deutsche Bank foi encontrado enforcado em sua residência de South Kensington, Londres, no domingo, 26 de janeiro. A Scotland Yard acredita ser suicídio. Ele esteve envolvido na recuperação do banco após a crise financeira de 2008, quando muitos bancos de investimentos descobriram que seus débitos eram “tóxicos”, e impossível de serem saldados. Bill aposentou em fevereiro último e era considerado ter “close ties to co-chief executive Anshu Jain.”

Além deles, faleceu também, na semana passada, um diretor do Swiss Re AG Investimentos, baseado em Londres, mas a causa da morte não foi publicada.

Será que a onda de suicídios de banqueiros é apenas coincidência, ou alguma coisa podre está para vir à tona no meio do mundo financeiro?

FONTES: http://forum.antinovaordemmundial.com/
http://www.bloomberg.com/news/2014-01-30…f-econo…
http://www.dailymail.co.uk/news/article-…Wharf.html
http://www.dailymail.co.uk/news/article-…-home.html

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!