Apesar de não haver riscos (segundo os cientistas), esse fato causa grande preocupação para todo o mundo
A região do Parque Nacional de Yellowstone foi abalada pelo maior terremoto registrado nos últimos 34 anos. O tremor aconteceu nesse domingo, 30 de março. Os cientistas dizem que não há preocupação de que o terremoto venha a acarretar uma erupção do Supervulcão de Yellowstone.

O
terremoto de magnitude 4,8 atingiu a região do parque por volta das 09h34 deste domingo pelo horário de Brasília (12h34 UTC). O epicentro foi localizado próximo do parque, a 6 quilômetros da Bacia de Norris Geyser, ainda no Estado de Wyoming, de acordo com Peter Cervelli do Serviço Geológico dos EUA.

Imagem mostra tremores ocorridos entre os dias 25 e 30 de março de 2014
na região do Parque Nacional de Yellowstone. O circulo maior representa o
maior tremor dos últimos 34 anos, que aconteceu no domingo, 31 de março.
Créditos: Earthquaketracker   /   Clique para ampliar

O terremoto, o maior desde outro tremor de 4,8 que ocorreu em 22 de fevereiro de 1980, foi precedido por dois tremores de 2,8 e 3,0 neste domingo. O choque principal que ocasionou o maior tremor foi seguido por pelo menos quatro réplicas que variaram entre as magnitudes 2,5 e 3,3 na manhã de domingo.


Não houve relatos imediatos de danos ou de vítimas. Por sorte, há poucos visitantes no parque nesta época do ano.

Cervelli disse que o terremoto é cientificamente interessante por conta do período de tempo desde que um terremoto de igual intensidade aconteceu. Ele acrescentou que os dados recolhidos a partir de terremotos dão aos cientistas uma grande visão sobre os vulcões e as placas tectônica. Ele diz ainda que não há implicações perigosas, e de acordo com os indícios, a Caldeira de Yellowstone não está prestes a entrar em erupção.

Os tremores de terra em Yellowstone aconteceram no mesmo dia em que um enxame de tremores, três deles maiores do que a magnitude 4,0, atingiram o centro de Oklahoma. O abalo sísmico mais potente já registrado na região de Yellowstone ocorreu em 1959, quando o tremor atingiu a 7.5 magnitudes.


O supervulcão de Yellowstone

A Caldeira de Yellowstone é um vulcão situado no Parque Nacional de Yellowstone nos Estados Unidos, e um dos mais monitorados do planeta. Também conhecido popularmente como Supervulcão de Yellowstone, uma possível erupção poderia durar semanas, provocando efeitos globais, que persistiriam por anos ou até décadas, como mudanças climáticas e até mesmo extinções em massa tanto de plantas quanto de animais.

Sua cratera tem 90 quilômetros de comprimento e 40 quilômetros de largura, e boa parte de seu magma é eruptivo. A grande cratera cresce cerca de 7 cm por ano.

 

Muito do que existe hoje no Parque Nacional de Yellowstone foi formado ao longo de um período de cerca de 2 milhões de anos, quando as câmaras de magma sob a superfície da Terra explodiu em uma série de erupções com poder quase inimaginável, expelindo rocha derretida e formando chuvas de cinzas sobre grande parte dos EUA ocidental.

 

Fonte: The Weather Channel / Guardian / NBC News

Imagens: Earthquaketracker
 

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!