Chuva de meteoros Perseidas – Fenômeno terá seu pico observado entre os dias 11 e 12 de agosto e será mais intenso que a última chuva. Todo ano a Terra cumpre sua órbita em torno do Sol, translação. Ao passar por certo lugar do espaço onde há vários meteoros, que vão do tamanho de grão de areia até maiores que um carro (quando as proporções são maiores podem chegar a atingir o solo), mas na maioria das vezes não passam de apenas riscos no céu. A gravidade terrestre puxam-nas para o planeta e a atmosfera cumpre sua tarefa queimando-as pela densidade do atrito com o nosso ar. Para nossa sorte.

Perseids_2004_14002
A Chuva de Perseidas é chamada assim porque os meteoritos partem de dentro da constelação de Perseu, que fica entre o Norte e o Leste, próximo ao horizonte. Se fossem em Leão o nome seria Leonídeas e assim sucessivamente. As Perseidas são ocasionadas pelo cometa Swift-Tuttle, que ao passar por aqui (sistema solar) deixou vários detritos no espaço e a Terra todo ano passa pela órbita do cometa [Fonte].

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.