Quando a sonda Rosetta pousou no cometa 67P na semana passada, juro que fiquei extremamente empolgado, e logo após claro, comecei a questionar as reais intenções deles com este pedaço gigante de rocha. Se era um evento assim tão singular, por que não houve vídeos com toda tecnologia atual (não me venham com desculpas)? Apenas pousar em um cometa para entender a nossa origem? E os tantos que caem na Terra? Ok, este tem órbita elíptica, mas será mesmo este o motivo? A matéria abaixo me fez refletir e lembrou do recém lançado documentário do Chico Xavier, “Data Limite” (veja o trailer aqui)

Estaria em funcionamento um plano audacioso para monitorar o cometa com algum tipo de dispositivo ou melhor, estaria a sonda carregando ogivas nucleares para uma possível implosão do mesmo? Ou eles estão utilizando da órbita desde cometa para observar algo ainda mais grandioso que está se aproximando da Terra?

O artista Matt Wang realizou uma montagem gráfica em que compara o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko (67P/C-G), que ficou famoso essa semana pelo pousou do módulo Philae enviado pela sonda Rosetta, com a cidade de Los Angeles.

Para se ter ideia da dimensão do corpo celeste, o prédio mais alto de Los Angeles, o US Bank Tower de 310 metros, representa menos que um décimo da altura do cometa.

A imagem foi criada em 2011, quando a sonda Rosetta capturou pela primeira vez a imagem do 67P/C-G. Em sua região mais larga, o cometa mede 4,1 x 3,2 x 1,3 km. Seu volume total é de 25 quilômetros cúbicos, algo equivalente a 25 vezes o volume de armazenamento do Sistema Cantareira.

O histórico pouso do Philae no cometa, na última quinta-feira, marcou o auge de um projeto de dez anos a bordo da sonda espacial Rosetta. Desde que pousou, no cometa, que está 500 milhões de quilômetros distante da Terra, o módulo de exploração realizou uma série de testes e enviou os dados para a base europeia, incluindo fotos.

Fonte da matéria: Info Abril

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!