“A entrada da base e as sondas que monitoram esta entrada que fica na Serra de Igatú na Chapada Diamantina/BA, quanto mais perto da entrada mais intenso são os movimentos de sondas se agitando. Dá medo, a impressão é que estão dizendo para sairmos do lugar” foi o que disseram o pessoal do UfosBahia

Mas o Paulo Gusmão nesse vídeo, não quis revelar o nome da Serra, mas o pessoal do Ufos Bahia revelou, e no vídeo, o Gusmão afirma que essa base pertence aos reptilianos em parceria com os greys, e que inclusive durante uma viagem astral ele esteve dentro dessa base.. Em Setembro desse ano, o UfosBahia irá realizar uma ufotrilha na Serra de Igatú na Chapada Diamantina, e acampar ao avistarem as tais sondas de segurança da base(confiram as informações da UfoTrilha nos comentários da postagem).

Até o Coronel Fawcett já esteve em Igatú/BA.

Já nas suas viagens pelo continente sulamericano, Fawcett havia ouvido dizer dos “índios loiros, de olhos azuis”, como remanescente de uma perdida cultura que chegou de terras longínquas logo após um cataclismo. Todos estes dados lhe aventuraram em 1921 a buscar a cidade perdida na Bahia. O certo é que, a margem daquela silenciosa pesquisa, pouco se sabe em realidade o que encontrou Fawcett, que o mesmo decidiu se calar, existe uma jazida arqueológica na Bahia, concretamente em Igatú, perto de Andaraí, em plena meseta Diamantina. Alguns a chamam, inclusive, “A Machu Picchu brasileira”.

É importante dar um olhada neste mistério na Bahia pelo fato desta cidade aparecer no “manuscrito 512“, que se conserva na Biblioteca Nacional de Rio de Janeiro.

Agradecimento ao amigo Marcos Grama

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!