Sobre o Ciúme – Osho

0

“Sim, falo mais sobre e a raiva e sexo e menos sobre o ciúme, pois este, não é uma coisa primária. É secundário. É uma parte secundária do sexo.

Sempre que você tem um desejo sexual em sua mente, uma manifestação sexual em seu ser, ou se sente sexualmente atraído por alguém, o ciúme entra em cena, porque você não está amando. Se você ama, o ciúme não aparece.

Tente entender a coisa toda. Sempre que você está ligado sexualmente fica com medo, pois na verdade o sexo não é um relacionamento, e sim, uma utilização mútua. Se você está ligado sexualmente fica com medo que essa pessoa possa ir embora com outra. Não há um relacionamento real. É apenas uma exploração mútua. Vocês sabem disso, por isso tem medo.

Esse medo torna-se ciúme, e você começa a não permitir certas coisas. Começa então a vigiar. Toma todas as medidas de segurança para que o homem não possa olhar para outra mulher. Só o olhar já é um sinal de perigo. O homem não deve falar com outra mulher, pois falar…
E você sente medo de que ele possa ir embora. Então, você fecha todos os caminhos, todas as possibilidades do homem ir com outra mulher, ou da mulher ir com outro homem. Você fecha todos os caminhos, todas as portas.

Mas aí surge um problema; quando todas as portas estão fechadas, o homem se torna morto. A mulher se torna morta; ambos tornam-se prisioneiros, escravos e não se pode amar algo morto. Você não pode amar alguém que não é livre, pois o amor só é belo, quando é dado livremente, voluntariamente  quando não é tomado, pedido, forçado.

Primeiro você toma medidas de segurança. Então a pessoa torna-se morta, como um objeto. (…) Quanto mais você controla mais está matando, pois a liberdade é perdida. E a outra pessoa pode ficar ali por outras razões, mas não por amor, pois como você pode amar alguém que o possui? Você sente que essa pessoa é um inimigo.

O sexo cria o ciúme, que é secundário. Portanto a questão não é como eliminar o ciúme. Você não pode eliminá-lo pois não pode eliminar o sexo. A questão é como transformar o sexo em amor. Então, o ciúme desaparece.

Se você ama uma pessoa, o próprio amor é garantia e segurança suficiente. Se você ama uma pessoa, sabe, que ela não pode ir com ninguém; e se ela for nada pode ser feito. (…)

Quando você ama alguém, confia que ele não vai embora com ninguém. Se vai é porque não há mais amor e nada pode ser feito. O amor traz essa compreensão. Não há ciúme. Portanto se há ciúme saiba que não há amor. Você está fazendo um jogo; está escondendo o sexo atrás do amor.
O amor é apenas uma fachada.” [Fonte]
Osho em Raízes e Asas.

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.