Segundo lendas, desde antes de Cristo se falava na existência de mulheres guerreiras, que viviam sós, isoladas de homens, com os quais se encontrariam apenas para fins de reprodução e criando somente as crianças do sexo feminino. Eram as Amazonas, {do grego a (não, sem) e mazós (seios), ou seja, mulheres sem seios, pois, conforme a lenda, tais mulheres, quando ainda jovens, deviam queimar ou atrofiar o seio direito, a fim de facilitar o manejo do arco.

Em verdade, as amazonas realmente existiram e foram guerreiras. Mas a lenda é falsa em alguns pontos. As amazonas possuíam uma espécie de tatuagem no seio direito que representava sua galáxia de origem, definindo sua tribo (morenas, loiras e ruivas).

Amazonas reinaram na região da Capadócia, situada na Ásia Menor. No séc. III a.C. as Amazonas já teriam atingido a Grécia. Elas viveram também no sul da Rússia, Mongólia e Egito. As Amazonas também se encontravam no Brasil e existem vários relatos escritos de portugueses e espanhóis que se depararam com elas.

Devido a isso o Rio Amazonas tem esse nome, baseado na história dessas mulheres.

A história e as lendas distorcem muito o que as amazonas fizeram realmente. Elas tiveram como missão trazer a paz no planeta. Elas estabilizavam o campo eletromagnético da Terra (relacionado à frequência de Ressonâncoa Schumann) através de suas vibrações sonoras derivadas de suas cordas vocais, com canções e mantras ultra-sônicos. A junção da voz e da melodia ressonava vibrações celestiais, sincronizando as moléculas de água no formato tetraédrico. Tudo que possuía água, como os humanos, as plantas, os animais eram influenciados por esta vibração. Havia também uma missão especial, preparar a vinda de Cristo, mudando a vibração das pessoas.

Todas as amazonas matriciais eram sacerdotisas: possuíam dons extra-sensoriais diversos, manipulando co facilidade as leis uiversais da 3ª dimensão.

Em seus olhos traziam magia, uma força extraordinária, de modo que, sem dizer uma palavra se faziam entendidas. Em sua boca resplandecia um magnetismo pessoal que através do seu sorriso encantavm as massas. Com o seu beijo, quando direcionado, fazia subir a Energia Vibracional do homem, que fixava totalmente na região frontal e mantinha-se assim por um perídodo de sete meses. Eram raros os homens que tinham esse privilégio, era preciso que fossem também sacerdotes, ou que apresentassem uma habilidade extra-sensorial qualquer.

A energia das amazonas era pura, seu relacionamento era apenas com um homem escolhido a dedo. Mesmo tendo relações sexuais, seu campo energético neutralizava instantaneamente a energia do homem, ou seja, as amazonas tinham eternamente a vibração de uma virgem: sem impurezas vibratórias. [Fonte]

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.