A chance de desenvolver a doença, segundo os cientistas, cai 20% com a ingestão moderada da bebida

Beber de três a cinco xícaras de café por dia pode ajudar a proteger contra o Alzheimer, de acordo com pesquisa publicada pelo Instituto de Informação Científica sobre o Café, composto por empresas europeias. A chance de desenvolver a doença, segundo os cientistas, cai 20% com a ingestão moderada da bebida.

O Alzheimer afeta uma pessoa em cada 20 com idade superior a 65 anos em todo o mundo, relatam os pesquisadores. O estudo observa que uma dieta mediterrânea — que consiste em peixes, frutas frescas, vegetais, azeite de oliva e vinho tinto — tem sido associada a um risco reduzido de desenvolvimento da doença. A investigação sugere que os compostos chamados polifenóis são responsáveis por esse efeito. E os mesmos compostos também são encontrados em grandes quantidades no café.

A cafeína é outra substância que ajuda a prevenir a formação de placas amilóides — característica do Alzheimer. Além disso, tanto a cafeína quanto os polifenóis reduzem a inflamação e diminuem a deterioração das células do cérebro, especialmente as áreas relacionadas com memória.

— Os resultados são muito encorajadores e nos ajudam a compreender o papel que a nutrição pode desempenhar na prevenção do Alzheimer. Café é uma bebida muito popular, apreciada por milhões de pessoas — avalia a médica Iva Holmerova.

Estudos comprovam que a ingestão não exagerada de café pode trazer outros benefícios para a saúde, como: menor incidência de zumbido no ouvido, redução do risco de câncer de fígado e prevenção de doenças. [ZH]

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!