A Síndrome do Estrangeiro

0

Os adultos índigo conhecem bem a Síndrome do Estrangeiro, cujas crises existenciais são marcadas pela divisão interna entre: um eu que deseja ir embora, que deseja abandonar esse corpo e esse planeta urgentemente, pois não suporta mais conviver com a falta de amor, com a ignorância, com a falsidade, com a insensibilidade e com a falta de cultivo da espiritualidade; e outro eu que mantém a consciência de que precisa ficar, pois tem uma missão a realizar aqui. A Síndrome do Estrangeiro é caracterizada por essa divisão e por uma sensação mais ou menos permanente de que não somos daqui, de que somos estranhos e distintos dos seres desse planeta. Além disso, há um sentimento muito forte de saudade de nosso planeta de origem, de nossas raízes, de nosso lar, dos valores e da paz que lá imperavam.
Fobias e ataques de pânico são comuns nos adultos atendidos por Maria Monachesi (p.99), pesquisadora argentina, fato que também posso confirmar com meus estudos, pesquisas, casos atendidos, bem como depoimentos recebidos. O psicólogo Fernando Donadio diz que em todos esses transtornos há uma má canalização da energia. A depressão, outro estado bastante habitual nesta geração índigo, implica a existência de um déficit de energia (é como se o campo energético estivesse cheio de pequenos agulheiros ou frestas), e, desse modo, é também um problema de má canalização da energia.

Há também casos de saídas espontâneas do corpo (viagens astrais) que assustam as pessoas que pensam muitas coisas mirabolantes em desespero por não conhecerem este fenômeno tão natural e que não oferece perigo nenhum.

A isso se soma, em meu entender, as perdas energéticas que ocorrem por essas aberturas no campo energético. Com a bioeletrografia (antiga foto kirlian), nós podemos observar esses agulheiros ou aberturas e sabemos que, por seu intermédio, os índigos ficam mais vulneráveis ao “vampirismo”, ou seja, ao roubo de energia vital feito por parte de outros seres humanos (físicos) ou por parte de seres extrafísicos.
Sempre que aparecerem esses transtornos é recomendável consultar um profissional para que seja realizado o diagnóstico apropriado, uma vez que há diferentes tipos e graus, mais ou menos graves, de manifestação de tais condições.

Alguns Sintomas e Características da Síndrome do Sentimento de Estrangeiro

Sintomas:

(1) Saudade de um lugar desconhecido (plano espiritual);

(2) Gosta de astronomia, astrofísica e temáticas espaciais em geral;

(3) Tem afinidades com ciência e tecnologia;

(4) Prefere os filmes de ficção científica;

(5) Adora efeitos e fenômenos paranormais, pirâmides e temáticas similares;

(6) Tem sonhos que está voando, (na verdade são experiências fora do corpo). Experimenta desconforto nas catalepsias projetivas, às vezes, com medo de morrer em verdadeiro terror;

(7) Alterna rapidamente de estados de mal-estar para os de bem-estar, mas tem saúde boa. Vivencia acoplamentos energéticos com outras pessoas e depois desacopla-se;

(8) Tem processo mediúnico e parapsíquico acima da média das pessoas;

(9) Não gosta de grandes aglomerações e multidões;

(10) Tem muita dificuldade de relacionamento, fazer amizades e conseguir parceiros afetivo-sexuais;

(11) Normalmente sente fortes intuições;

(12) Gosta de ficar só;

(13) Sente profunda melancolia, solidão e muitas vezes vontade de morrer;

(14) Sente profundo senso de justiça social e odeia as injustiças humanas;

(15) Tem elevado senso de honestidade, muito acima da média das pessoas;

(16) Tem grandes possibilidades de ser o mais maduro espiritual da célula nuclear familiar e imaturo social pela inadaptação;

(17) Sente processos bioenergéticos, como calores, frios, arrepios e tremeliques repentinos entre diversas sinaléticas parapsíquicas;

(18) Em muitos casos deseja a separação dos pais, conforme a hostilidade do ambiente;

(19) Em grande parte da vida é mais emocional e pouco racional. É racional para dar conselhos aos outros, mas não aplica a si, possui certo grau de incoerência;

(20) Ao mesmo tempo em que ama a vida e admira a natureza, muitas vezes deseja morrer para voltar ao plano espiritual, local de que sente muita falta.

(21)Fortes dores de cabeça — dores severas que não são aliviadas com analgésicos.

(22) Coriza ocasional — corizas que duram 24 horas, mas que não sejam ligadas a resfriados ou a alergias.

(23)  Necessidade de dormir – mais frequentemente do que o normal.

Algumas dicas de tratamentos naturais: Cristais, Psicoterapia Transpessoal, Reiki, Florais, Alimentação controlada, Yoga e Meditação.

Lembre-se: Nós somos seres biopsicossocioespirituais, e quando meditamos estamos investindo no desenvolvimento de todo o nosso ser e cuidando com amor de nossa essência que é espiritual.

FONTE

FONTE2

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.