Energia e tempo: dois bens preciosos no mundo; mais ainda, em países em desenvolvimento. A energia é escassa e cara, o que impede agricultores de terem geladeira para manter colheitas bem refrigeradas por tempo suficiente para a venda às famílias de comunidades carentes.

Para resolver essa corrida contra o tempo e evitar o desperdício de alimentos, o designer belga Arne Pauwels criou uma engenhoca bem legal chamada Wakati* (que significa tempo em swahili, língua oficial de países como Quênia, Tanzânia e Uganda).

Wakati é uma espécie de caixa capaz de armazenar de 200 kg a 400 kg de frutas e vegetais e mantida com energia solar. A ideia pode ter grande impacto nos rendimentos dos agricultores e nas vidas de família locais, já que preserva comida por mais tempo em regiões onde ter geladeira é luxo.

Como funciona? Um pequeno painel solar de três watts fica no topo da caixa. A energia gerada alimenta um ventilador que, gradualmente, evapora água de um pequeno reservatório. O sistema cria, então, um ambiente úmido e fresco dentro do Wakati. Por semana, é preciso apenas um litro de água.

Vale ressaltar que o Wakati não é uma geladeira, pois não controla temperatura. Não é, portanto, solução de longo prazo. Mas pode ser útil para conservar alimentos frescos por mais tempo em condições desfavoráveis.

Alimentos que duram apenas dois dias, por exemplo, podem durar até 10 dias, se armazenados na caixa. A Wakati pode, então, reduzir a quantidade de comida que vai para o lixo e aumentar os lucros dos produtores.

A tecnologia ainda está em fase de testes. Cerca de 100 sistemas já foram fornecidos para regiões necessitadas no Haiti, Afeganistão e em Uganda. Mas já existe um plano para começar a produção em larga escala em breve. Cada caixa deverá custar 100 dólares. [Fonte]

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.