Inúmeros estudos sobre o “aquecimento global” afirmam que, atualmente, são formados mais relâmpagos e tempestades elétricas por causa da drástica mudança climática. Os “especialistas” sabem, há algum tempo, que os relâmpagos acontecem com maior frequência em épocas de calor, e são mais escassos no frio. Mas, até pouco tempo, era impossível determinar a quantidade de relâmpagos que podem ser gerados com a mudança climática.

Recentemente, de acordo com estudos realizados por “especialistas” das universidades da Califórnia e de Nova York, nos EUA, soube-se que a mudança climática aumentará, consideravelmente, a formação de raios e relâmpagos, de tal maneira que, a cada grau Celsius acima, cresce a probabilidade em 12% de caírem raios. Para testar a veracidade do seu sistema de cálculos, os pesquisadores validaram seus números através da comparação de dados teóricos e observações reais, aplicando-os, posteriormente, em onze modelos climáticos globais, desenvolvidos especialmente para prever o aumento da queda de raios no futuro. Esse mesmo mecanismo utilizado para a previsão na formação de raios e relâmpagos será aplicado no monitoramento de queimadas e das reações químicas atmosféricas.

Fonte: Clarín 

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!