As mais recentes imagens divulgadas pela NASA do planeta anão Ceres estão a surpreender a comunidade científica. A sonda espacial Dawn capturou imagens onde se podem ver duas luzes a brilhar no planeta anão, e apesar de já existirem várias versões sobre o que poderão ser os dois pontos brilhantes, ainda não existem certezas.

“Isto era verdadeiramente inesperado e ainda é um mistério para nós”, afirmou Andreas Nathues, cientista num Instituto alemão de investigação do sistema solar, num comunicado da NASA.

As imagens foram capturadas a 19 de fevereiro a 29 mil milhas (46 mil quilómetros) do Ceres, um planeta da mesma categoria que Plutão, situado no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter. Antes, já tinham sido obtidas imagens que mostravam apenas uma luz na superfície deste planeta, mas após a aproximação da sonda espacial as novas imagens permitem avistar dois pontos brilhantes, que refletem 40% da luz que lhes reflete.

Estes dois pontos luminosos estão a intrigar os cientistas. E já existem várias hipóteses que explicam a presença destas duas luzes no planeta Ceres.

anão CeresA hipótese que reúne maior unanimidade defende que as duas luzes cintilantes são blocos de gelo. E apesar de o gelo refletir mais de 40% da luz que incide sobre si, esta diferença pode ser explicada pelas limitações de resolução da câmara da sonda espacial àquela distância. Os cientistas da NASA já tinham detetado vapor de água vindo da superfície do planeta, o que vem dar força a esta versão.

Já Chris Russel, principal investigador da missão Dawn, defende que as duas luzes poderão indicar a existência de um vulcão de gelo no planeta Ceres. Outra das hipóteses apresentada é que as áreas claras no planeta anão sejam manchas de sal. No entanto, só imagens de maior resolução permitirão retirar conclusões.

“O local mais brilhante do planeta continua a ser demasiado pequeno para ser avistado com detalhe pela nossa câmara, mas é mais brilhante do que qualquer outra coisa em Ceres”, pode ler-se no comunicado da NASA.

A sonda Dawn foi enviada para o espaço em 2007 para analisar os planetas anões Ceres e Vesta – ambos situados no cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter – e é de esperar que surjam mais informações à medida que a nave espacial se aproximar do planeta Ceres.

26/02/2015 – A sonda Dawn, da Nasa, está prestes a chegar ao planeta anão Ceres, maior objeto do cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter. E um misterioso ponto brilhante detectado pela sonda, ainda sem explicação concreta do que possa ser, intriga os cientistas. Na foto: Imagem de Ceres obtida pela Dawn a 46 mil km do planeta anão, divulgada ontem, revela dois misteriosos pontos brilhantes na superfície do planeta anão.

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.