Conforme jornal, objetivo seria atrair brasileiros para atuarem como “lobos solitários”, terroristas anônimos com maior mobilidade

Setores de inteligência do governo brasileiro teriam detectado tentativas de atração de jovens do país pelo Estado Islâmico (EI), informa o jornal O Estado de S. Paulo. Os recrutados atuariam como “lobos solitários” — pessoas que não integram listas internacionais de terroristas e têm maior mobilidade para realizar atentatos isolados em diferentes países.

O jornal apurou que o Palácio do Planalto recebeu relatórios de órgãos diferentes alertando para o problema e que os órgãos de inteligência vêm trocando informações. A principal preocupação da Casa Civil, responsável pela coordenação das discussões internas sobre a questão, é a Olimpíada de 2016. Envolvidos dizem que “a luz amarela está acesa”.

Pelas investigações, apensar de o Brasil não ter histórico de terrorismo, o interesse do EI é estender o espectro de novos militantes, que hoje está concentrado na Europa, para a América do Sul. Policiais europeus já teriam estado em Brasília no mês pessado para troca de informações com o governo brasileiro.

Conforme o Estadão, a Casa Civil confirmou, em nota, que a prevenção ao terrorismo foi tratada em reunião do grupo de trabalho de segurança pública em grandes eventos na semana passada. No entanto, o governo negou que o recrutamento de brasileiros pelo EI fez parte do encontro.

Fonte: Zero Hora

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!