Apesar da acusação, Oswald negou qualquer responsabilidade pelo crime e, dois dias depois da morte de Kennedy, o próprio suposto assassino foi morto a tiros (com várias testemunhas) por Jack Ruby. Teria sido queima de arquivo antes que ele abrisse o bico para falar realmente por qual razão matou o presidente dos Estados Unidos ou a mando de quem ele fez aquilo?

De fato, todas as evidências apontaram para a existência de um complô, com a participação da CIA e da Máfia e de cubanos asilados. Segundo o gangster Sam Giancana, Lee Harvey Oswald trabalhava para a CIA, participara de uma série de sessões de intensivo treinamento em inteligência, quando servira como marine, servira como espião na União Soviética, onde se casara, em Minsk, com Marina Prusakova, e tinha ligações com a Máfia desde a juventude. Quando voltara aos Estados Unidos, em 1962, proclamava-se abertamente a favor de Fidel Castro e não só distribuíra material de propaganda do Fair Play for Cuba Committe como tentara obter, no México, visto para Cuba, que lhe foi várias vezes negado….

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!