A radiação produzida pela usina nuclear de Fukushima (Japão), afetada pelo tsunami, atingiu a costa do Canadá, numa altura em que especialistas japoneses tentam conter o número de vazamentos.

Os níveis, no entanto, são tão baixos que não representam  ameaça, dizem os cientistas.

Foram descobertos vestígios de césio-134 e césio-137 em amostras coletadas em 19 de fevereiro nas águas perto da ilha de Vancouver, de acordo com o cientista da instituição oceanográfica Woods Hole Kern Buesseler.

“A radioatividade pode ser perigosa e nós devemos monitorar cuidadosamente os oceanos, após a maior liberação acidental da história de contaminantes radioativos para os oceanos “, diz-se na declaração da Woods Hole.Mas os cientistas afirmam que a vida marinha e humana permanecerá segura, visto que os níveis são extremamente baixos. Tão baixos que um simples raio-X dentário expõe uma pessoa a 1.000 vezes mais radiação do que nadar no largo da costa de Vancouver todos os dias durante um ano inteiro.

No entanto, os cientistas precisam estar vigilantes: Buesseler acrescenta que “prever a propagação de radiação se torna mais complexo à medida que nos aproximamos da costa.”

Quatro anos atrás, um forte tsunami e terremoto se abateram no litoral a norte de Tóquio, desencadeando uma série de eventos catastróficos que envolveram vazamentos nucleares triplos e obrigaram à deslocação de mais de 160.000 moradores da região.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!