O vulcão Calbuco registrou duas violentas e surpreendentes erupções nas últimas horas, após meio século de inatividade, o que obrigou a retirada de quase 5 mil pessoas e deixou regiões turísticas do sul do Chile e da Argentina em suspense pelo alcance das cinzas.

Depois de permanecer inativo por 54 anos, o vulcão expeliu gigantescas colunas de gases e material incandescente, que provocaram espanto nas cidades de Puerto Montt, Puerto Varas e localidades próximas, 1.300 km ao sul de Santiago.

A área afetada recebe muitos turistas de todo o mundo graças seus lagos, rios e abundante vegetação, cercada por vulcões.

O primeiro fenômeno durou quase 90 minutos e teve nível entre 4-5, em uma escala vai de 0 a 8. O segundo prosseguiu até 8h40min desta quinta-feira, segundo o Serviço Nacional de Geologia e Minas (Sernageomín). As autoridades não descartam uma terceira erupção nas próximas horas.

A última erupção do Calbuco remontava a 1961. Em 1972, o vulcão apresentou uma leve atividade, de acordo com o Serviço Nacional de Geologia. A erupção de quarta-feira pegou de surpresa a população, já que não ocorreu aviso prévio das autoridades.

Nas regiões de Puerto Montt e Puerto Varas, as autoridades decretaram “estado de exceção constitucional e zona de catástrofe”, o que coloca a zona sob a autoridade das Forças Armadas.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!