A história toda parece incrivelmente sinistra e poderia ter sido completamente fabricada

O relatório de Seymour Hersh sobre a morte de Osama bin Laden faz os americanos se perguntarem se seu governo está mentindo para eles sobre outros eventos, salientam Ron Paul e Daniel McAdams.

Alguns políticos influentes dos EUA se apressaram em negar o relatório do jornalista investigativo americano Seymour Hersh que publicou novas revelações sobre a morte do líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, devido ao fato de Hersh estar desafiando a explicação do governo do que aconteceu, enfatizou Ron Paul, um ex-congressista republicano e duas vezes candidato presidencial dos EUA.

Eu acho que o objetivo é principalmente para desacreditá-lo [Seymour Hersh] e ele não é uma pessoa fácil de desacreditar porque ele está desafiando esse status quo“, comentou o Dr. Ron Paul.

De fato, foi  o ganhador do Prêmio Pulitzer Seymour Hersh que denunciou os maus tratos dos militares dos EUA detidos na prisão de Abu Ghraib no Iraque, em 2004, e revelou que os rebeldes sírios, e particularmente os jihadistas do grupo Frente al Nusra Frente jihadista, estavam por trás do ataque químico de Ghouta em 21 agosto de 2013.

A confirmação de “missão cumprida” de Obama sobre a morte do inimigo de longa data dos EUA, Osama bin Laden, lembra a um polêmico discurso semelhante feito por George W. Bush em 01 de maio de 2003 no USS Abraham Lincoln, enfatizou Dr. Paul. Daniel McAdams, Diretor Executivo do Instituto Ron Paul para a Paz e a Prosperidade, enfatizou que as supostas maquinações por trás da narrativa do governo sobre a morte de Osama bin Laden era algo como Wag the Dog, um filme de comédia de humor negro de 1997. A história toda parece incrivelmente sinistra e poderia ter sido completamente fabricada.

Embora algumas críticas da versão de Hersh poderiam ser justificadas, muitas perguntas sobre a operação militar dos EUA destinada a eliminar o “terrorista número um”, permaneceram aberta, observou o Dr. Paul.

E agora verifica-se que uma das principais coisas sobre este relatório é a falta de necessidade de marchar e matar bin Laden imediatamente porque agora eles estão dizendo que não houve luta, ninguém estava defendendo ele, ele não tinha guardas, ele era um homem velho e doente“, salientou o Dr. Ron Paul. “Meus pensamentos eram: isto é um bem valioso, por que nós não, pelo menos, conversamos com esse cara“, perguntou retoricamente o ex-congressista.

Enquanto isso, milhares de milhões de dólares dos contribuintes foram gastos em inteligência, a fim de descobrir onde o notório líder da Al-Qaeda estava escondido. E Washington se encontrou em uma posição difícil depois que Hersh revelou que o serviço de inteligência dos EUA tinha conhecimento da localização de Bin Laden desde 2006.

Infelizmente, todos que tentam questionar a versão oficial são imediatamente rotulados como antipatrióticos ou defensores de bin Laden, observou McAdams.

Isso faz você se perguntar sobre outras coisas que o governo te disse. Por exemplo, estamos constantemente sendo informados de que a Rússia está invadindo a Ucrânia e está pronta para tomar os países bálticos. Então, eles estão mentindo ou não?“, enfatizou Daniel McAdams.

É bom as pessoas não seguirem cegamente os políticos, salientou o Dr. Ron Paul.

Eu acho que é saudável tentar descobrir o que é verdade e o que não é verdade“, ressaltou o ex-congressista republicano e duas vezes candidato presidencial dos EUA.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!