Uma pesquisa recente confirmou a idade – 40 mil anos – de uma pulseira de pedra descoberta na caverna Denisova, localizada nas montanhas de Altai, na Sibéria. O artefato não só mostra a beleza e artesanato das jóias pré-históricas, mas agora é considerada a pulseira mais antiga do mundo.

A pulseira de Clorito polido foi encontrada em 2008, mas só agora os peritos confirmaram seu valor histórico, relata The Siberian Times . De acordo com o Instituto de Arqueologia e Etnografia da Academia de Ciências da Rússia, o objeto muda de cor, refletindo os raios do sol durante o dia e ganhando uma cor verde-escuro à noite, à luz do fogo.

“A pulseira é impressionante – à luz do sol reflete os raios, à noite, iluminada pelo fogo, lança uma sombra profunda de verde”, disse Anatoly Derevyanko, diretor do Instituto de Arqueologia e Etnografia em Novosibirsk, parte do Siberian Branch of da Academia Russa de Ciências.

Especialistas também encontraram um detalhe curioso na pulseira: um buraco perfurado de forma profissional. Este achado tem intrigado os cientistas que estudam as tecnologias “progressistas”, como sondagens, estas estão mais no período Neolítico, que começou por volta do ano 10.200 aC.

Denisova caverna no Altai tornou-se popular em 2008, após a descoberta de restos mortais de pessoas que viviam ali. Descobriu-se que o Denisovan pertencia a um povo antigo separados que partiram da população “linha principal” há um milhão de anos atrás.

Contribuição: Aleksander L.

Fontes: http://actualidad.rt.com e The Siberian Times

Ets & Etc

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!