“Quando a dieta está errada, a medicina não adianta….”

0

Você é aquilo que come. Esse é o princípio de abordagem yoga que assume uma visão holística da saúde humana, nos níveis físico, mental, emocional e espiritual. O antigo tratado Patanjali Yoga Sutra fala da ideia de ‘Ahimsa’ (não-violência), como um dos valores nucleares do yoga. A discussão ética do não-vegetarianismo, crueldade para com os animais, doenças transmitidas pelos animais aos homens, a secreção de toxinas durante a matança e a falta de economia na produção de carne são verdades inegáveis. Além disso, o corpo humano e seu sistema digestivo são naturalmente criados para uma dieta vegetariana. Hoje em dia, todo o debate entre a comida vegetariana e não-vegetariana está praticamente a favor da primeira com estatísticas e pesquisas disponíveis nas livrarias e na internet. Em suma, a comida vegetariana é de fácil digestão, contém antioxidantes, fibras, um conjunto de vitaminas, tem baixas calorias, açúcar, gordura e reduz as chances de se adquirir diabetes, doenças cardíacas, obesidade, hipertensão e quase todos os cânceres. Numerosos sites inclusive a American Dietetic Association, o World Cancer Research Fund e a National Health and Nutrition Examination Survey contém abundante informações sobre isso. Se isso não o deixa espantado a ponto de se afastar do não-vegetarianismo, vamos nos concentrar um pouco no aspecto fascinante do yoga que fala sobre alimentos.

O alimento melhor torna melhor o humor
O Ayurveda classifica o alimento não como proteínas ou carboidratos, etc. , mas de acordo com seu efeito no organismo e na mente. Ele classifica o alimento baseado nas três qualidades, ou gunas, que regem a vida humana – sattva, rajas e tamas.

O alimento Tamasico cria a letargia ou a preguiça
O alimento Rajasico cria atividade ou agitação
O alimento Sattvico, que consiste na comida vegetariana cria leveza, energia e positividade.
Essas três qualidades estão presentes em nosso corpo em vários graus e têm uma influência direta em nós, em nossos humores, emoções e consequentemente na saúde.Existe um antigo provérbio ayuverdico que resume tudo isso – “Quando a dieta está errada, a medicina não adianta. Quando a dieta está correta, a medicina não é necessária.”

Faça a dieta especial de Melhoria de
Energia e do Humor nos próximos 30 dias
Somente nos próximos 30 dias faça uma dieta especial, inclua somente
a comida vegetariana sattvica em sua dieta e nos conte como você se sente:
investigue seu nível energético, seus humores, emoções e pensamentos.
Gostaríamos de seu feedback. Para uma experiência melhor, acrescente também
30 minutos de yoga.
Em termos científicos, precisamos dos alimentos por duas razoes: como combustível para produzir energia para existir (prana ou energia vital) e como matéria prima para regenerar o corpo. O yoga afirma que nosso organismo é um mistura contínua do corpo, da mente e do espírito. Uma irregularidade no corpo afeta a mente e o desconforto na mente se manifesta como um mal no corpo. Foi observado que a prática do yoga, acompanhada da dieta sattvica pode realmente gerar maravilhas. Isso porque quando alguém pratica o Yoga, pranayama (técnicas de respiração) e complementa isso com os alimentos sattvicos, os níveis de prana no corpo aumentam. Isso cria um estado mais leve, positivo, alegre e harmonioso de vida. De fato, muitos praticantes do yoga experimentaram que uma das maiores mudançasque o yoga traz é o aumento da consciência do corpo e da mente. Isso cria uma progressão natural de encontro a escolhas de alimentos sattvicos com alta geração de prana. Seria quase como se o corpo desejasse voltar a seu mecanismo inato que está sintonizado a uma dieta vegetariana. A melhor síntese disse é a do Sri Sri Ravi Shankar, Fundador da Arte de Viver, que diz: “Quando você se torna sutil em sua mente e se aprofunda em seu coração, você se torna vegetariano naturalmente.” Outro maravilhoso benefício de uma dose diária de yoga, associado a uma dieta vegetariana, é que é uma das melhores maneiras de se manter em boa forma, parecer mais jovem e ter uma pele e cabelos brilhantes. Mas seria prudente permitir que yogis vegetarianos mais renomados falarem dessa questão mais exaustivamente.

[Escrito por Shatakshi Chowdhry com contribuições de Kaushani Desai, especialista em Cozinha Ayurvedica e de Sejal Shah, Coordenador Nacional do Art Of Living Yoga (Índia).]

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.