Um novo estudo publicado pela revista World Psychiatry (Edição de 1 de Junho, ainda não disponível na internet) conclui que várias classes de medicamentos prescritos, incluindo os medicamentos antidepressivos, tranquilizantes e analgésicos anti-inflamatórios, aumentam notavelmente as possibilidades de quem os consomem acabem cometendo assassinatos.

Durante muito tempo se suspeita que o consumo de antidepressivos têm sido repetidamente vinculados a tiroteios em massa nos EUA.

O principal autor do estudo, o professor Jari Tiihonen afirma que: “Acredito que estas substâncias químicas afetam o controle dos impulsos da pessoa. O único resultado surpreendente foi que os analgésicos também aumentam o risco.

De acordo com as conclusões do estudo:

* Os medicamentos antidepressivos aumentam o rico de cometer homicídios em 31%.

* Os tranquilizantes aumentam o risco de cometer homicídios em 45%.

* Os analgésicos opioides aumentam o risco de cometer homicídios em 92%.

* Os analgésicos anti-inflamatórios aumentam o risco de cometer homicídio em 200%.

Leia também: [Estudo] E se Tudo que Sabemos sobre Tratamento para Depressão Estiver Errado?

Durante anos, os meios de comunicação independentes têm advertido sobre os perigos das drogas psiquiátricas que causam ataques incontroláveis de violência. Os meios de comunicação, que por exemplo nos EUA recebem 70% de sua receita pela publicidade das companhias farmacêuticas, tem censurado todos estes estudos, mas este recente estudo revela a verdade.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!