Desde que esta humanidade se reconhece como existente, a sua forma de funcionamento é completamente invertida em todos os sentidos. Esta inversão está em todas as criações, formas de relacionamentos, filosofias, artes, religiões, política, educação, etc.​


O humano, por seu modus operandi, dos seus semelhantes ele se afasta cada vez mais. Do seu habitat e meio ambiente, ele destrói cada vez mais. Da sua ciência, que tem por  base as teorias, e teorias são meras deduções ou suposições, são bases inexistentes. Das suas formas de espiritualidade, ele se confina cada vez mais. Das suas filosofias, ele regride, por “pensar” cada vez mais.  Da educação, pelos “conhecimentos” desenvolvidos, ele se limita cada vez mais.

A não percepção do próprio funcionamento é o grande fator de aumento e aceleração da inversão humana.
Os maiores exemplos que qualquer um pode constatar, é o estado deste mundo por sua humanidade. E a maior estupidez, é negar a sua responsabilidade individual que integra esta humanidade. Que na verdade, ela é o que é, por cada indivíduo ignorar que é parte deste corpo em decomposição.

Hoje, cada humano em sua individualidade, sofre pelas consequências de funcionamento desta humanidade, que na verdade é o seu, embora negue a sua participação direta e indireta. Os medos e fobias, as “pré-ocupações”, a vulnerabilidade emocional, as chamadas “doenças modernas” como stress e suas variações, os recém criados tipos de “transtornos”, as frustrações pessoais, as inseguranças, as dúvidas mais variadas, o “ego-ísmo” e todas as demências que abalam o humano que, por consequência do seumodus operandi, compõe uma humanidade como o estado atual desta.

Anthonio Magalhães

FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.