Neste último final de semana estive em minha cidade natal, Ibirubá e como motorista, cidadão que paga impostos diariamente em tudo que compra ou consome e claro, no próprio veículo em todos os seus custos de manutenção incluindo a maior de todas, a gasolina, tenho que dizer que estou a cada dia que passa mais triste com a situação do Rio Grande do Sul e claro, do País, que da mais atenção a olimpíadas, Copa do Mundo e Big Brother do que a sua infra estrutura muitas vezes super necessária pra receber seus eventos esportivos que mais subtraem que adicionam.
Neste passeio até minha cidade Natal, saindo de Veranópolis e passando por várias cidades como Nova Prata, Paraí, Passo Fundo, Marau, Selbach, entre outras (não em ordem) até chegar em Ibirubá, uma viagem de aproximadamente 250km, temos de transitar pela temida Casca.

Uma cidade que tem tudo pra ser linda, evoluída e visada, mas que há anos está esquecida pela má conservação das estradas. Sabemos que o melhor cartão de visita de um município é ter um bom acesso e ali meus amigos, o negócio foi jogado as traças. Simplesmente esqueceram que nas estradas passam seres humanos em seus veículos, diariamente, centenas deles, tentando chegar ao seu destino, alguns tendo prejuízos materiais e outros muitas vezes nem chegando ao destino que queriam…

Sim, é um verdadeiro transito da Índia, onde o dialeto são luzes dos freios, pisca alerta, luz alta/baixa, buzinaço e claro calotas no histórico de quem passou por lá e deixou pedaços do seu veículo. Abaixo a matéria que saiu no site da prefeitura Municipal de Casca:

A luta por melhorias na ERS 324 continua por parte do Poder Público Municipal de Casca. Já foram inúmeros ofícios e visitas à Secretaria Estadual dos Transportes e Mobilidade para que o problema fosse solucionado. A cada chuva mais crateras são abertas, especialmente no trecho entre Casca e Passo Fundo, causando acidentes, danos materiais e prejuízo para a economia regional.d07c10aad943cfbcac6e64d3418ae1d6

  • a RS-324 que corta o município no sentido leste-oeste. Esta rodovia liga a sede do município com as cidades de Nova Araçá, Nova Bassano e Nova Prata a leste, servindo de ligação entre o município e a capital do estado, Porto Alegre. No sentido oeste permite o acesso às cidades de: Vila Maria, Marau, Passo Fundo, entre outras. – Wikipedia

   Em mais uma tentativa de soluções, o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Cleber Colle, acompanhado por lideranças municipais e regionais, esteve em Porto Alegre, em reunião com o Secretário de Estado Pedro Westphalen. Também acompanhou a reunião o Deputado Estadual Sérgio Turra. A comitiva expôs a situação da rodovia e necessidade de reparos urgentes. Cleber entregou um ofício com relatório fotográfico dos buracos após as últimas chuvas.

Após ouvir as reivindicações das lideranças, o Secretário afirmou que de imediato está sendo realizada uma operação tapa buracos, porém, em um prazo de 90 dias, deverá iniciar um programa de restauro do trecho entre Casca e Vila Maria, compreendendo 22 quilômetros. A solução definitiva, segundo o Secretário, será a colocação de um pedágio e duplicação da rodovia. As prefeituras de Casca, Vila Maria, Marau e Passo Fundo colocaram-se à disposição para prestar auxílio na recuperação da via.

IMG_2125Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Casca.
________________________

Sabemos que nosso orgulhoso estado está cagado e que realmente as verbas não estão chegando aonde deveriam chegar. Cadê as paralisações, o povo revoltado e Brasil parando? É neste momento que deve acontecer, ou precisam esperar uma morte de algum manda chuva ocorrer nestas estradas assassinas para que algo seja feito? Creio que seja assim que as coisas andam no Brasil. Um engravatado charuteiro precisa passar pelo que nós passamos para que algo seja iniciado. A imagem ao lado define Casca, define nossa situação como pagante de impostos, como escravos modernos. Pensam que são livres, mas não são. Corremos, trabalhamos, lutamos, ficamos doentes, pagamos por isso e pedimos mais. E no fim, nunca mudará…

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!