No que você pensa quando escuta que alguém é inteligente? Imagina uma pessoa capaz de responder todos os questionários triviais e obter notas muito altas nas provas? Após muitas das descobertas que a ciência realizou sobre o funcionamento do cérebro e das capacidades cognitivas, surgiram novas e interessantes teorias a respeito da inteligência, sobre o que ela realmente é e sobre como a utilizamos.

Hoje podemos afirmar que a inteligência não está relacionada exclusiva e necessariamente com o fato de ser intelectualmente brilhante. Devemos aprender a ver a inteligência a partir de um ponto de vista mais integral, através do qual ser realmente inteligente também implicará aspectos tais como ser criativo, reflexivo, sensível e, inclusive, humilde.

Pensando nesse conceito diferente do tradicional, podemos refletir sobre alguns traços comuns na maioria dessas pessoas ou, dizendo de outra forma, quais atitudes inteligentes elas usam para encarar a vida.

Como as pessoas inteligentes enfrentam a vida?

Primeiro: aceitam que o fracasso é necessário para crescer, mas não permitem que um erro os impeça de chegar às conquistas que desejam. Os hábitos das pessoas espertas tem muito a ver com o foco no presente. Aqueles que colocam a inteligência para trabalhar a seu favor evitam revisar desnecessariamente seus erros passados.

Segundo: acreditam no poder da mente. Conhecem a necessidade de evitar os pensamentos negativos, pois sabem que a negatividade atrai consequências desfavoráveis. Não quer dizer que, por isso, não tenham problemas. A diferença entre os mais inteligentes e o restante das pessoas é que os primeiros enfrentam as dificuldades, as resolvem e passam para a próxima.

Terceiro: não se preocupam com a opinião dos outros. Para levar um estilo de vida assim é necessário evitar prestar muita atenção ao que os outros pensam de nós. A verdade é que nunca agradaremos a todos, de forma que é melhor viver adequados as nossas próprias normas, ajustando-nos a nossa própria definição de sucesso.

Quarto: não perdem tempo. As pessoas consideradas inteligentes conseguiram estabelecer hábitos que lhes ajudam a trabalhar de forma mais eficaz sem ter que trabalhar mais. Um detalhe muito importante: sabem que quando a mente está cansada, é inútil forçá-la a conseguir mais. Descansam quando se sentem esgotados, o que lhes ajuda a voltar às tarefas com mais força e clareza.

Quinto: evitam a soberba e a ingratidão. As pessoas verdadeiramente inteligentes sabem que possuem capacidades limitadas, igual a todos os seres humanos. Consideram que seu valor está no que são e não no que possuem e são conscientes de que sozinhos não vão conseguir nada, o que as coloca em sintonia com o resto da humanidade. As pessoas inteligentes colaboram com os demais e, assim, agradecem a colaboração, uma parte crucial para a felicidade.

Uma pessoa inteligente sabe o pouco que sabe, vê a si mesmo como uma pequena peça de um vasto mundo, mas também entende que tem um enorme potencial para fazer coisas grandiosas, pois o seu coração e a sua mente não têm limites.

Namastê!

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.