A intensa bola de fogo foi observada no Paraná às 20 horas e de acordo com alguns moradores cruzou o céu no sentido sul-norte. Os relatos também afirmam que o bólido apresentava cor esverdeada e brilhava mais forte que a Lua crescente, presente no céu naquele instante.

Há relatos do avistamento desde a cidade de Castro, na região centro-leste do Estado, até Guaíra, na fronteira com o Paraguai. Moradores de Arapongas, Pérola do Oeste, Cascavel, Toledo e Assis Chateaubriand também afirmam terem visto o objeto.

A maior parte das testemunhas diz não ter ouvido qualquer som relacionado ao fenômeno, com exceção dos habitantes de Palotina e Altônia, no oeste do Estado, que afirmam terem ouvido o estrondo sônico que seguiu a passagem do bólido.

Ainda não há confirmação de que se trata de um meteoroide que rompeu a atmosfera terrestre, mas as observações e relatos apontam para um objeto de origem extraterrestre, provavelmente um pequeno asteroide. A presença do estrondo sônico na região de Palotina pode significar que o objeto se rompeu acima daquela localidade e caso isso seja confirmado, a ruptura pode ter gerado alguns meteoritos que se espalharam pela região.

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.