Suicídio Inconsciente, um risco iminente

3

Todos nós sabemos o significado de Suicídio e o que ele pode causar, mas você sabe o que é Suicídio Inconsciente?

Esse termo não é mais uma dessas novas palavras que aparecem com a evolução dos dias ou com o surgimento de uma nova moda, e sim um termo muito antigo que somente agora esta começando a ganhar força, todos os dias milhares, senão milhões de pessoas morrem por Suicídio Inconsciente em todo o mundo, sendo uma das maiores causas de morte.

O que é Suicídio Inconsciente?

Analisando logicamente o termo Suicídio Inconsciente podemos ter a idéia de que a pessoa “se mata” de uma forma “inconsciente”, pois é exatamente essa a definição. Para que se entenda melhor, a seguir temos a definição de Inconsciente dada por Jung no livro A Dinâmica do Inconsciente:

“O inconsciente retrata um estado de coisas extremamente fluido: tudo o que eu sei, mas em que não estou pensando no momento; tudo aquilo de que um dia eu estava consciente, mas de atualmente estou esquecido; tudo o que meus sentidos percebem, mas minha mente consciente não considera; tudo o que sinto, penso, recordo, desejo e faço involuntariamente e sem prestar atenção; todas as coisas futuras que se formam dentro de mim e somente mais tarde chegarão à consciência; tudo isto são conteúdos do inconsciente”.

Com essa definição perfeita seguimos fazendo a seguinte análise: Hoje em dia estamos vivendo uma rotina praticamente igual em todo o mundo, seja no Brasil, na China ou na Itália, em qualquer lugar que tenha uma população vamos nos deparar com hábitos parecidos, segue-se uma rotina comum entre todos, na alimentação, na forma de vida, nos hábitos sanitários e culturais.

O homem através de toda sua existência vem construindo uma base de vida, como se fosse um guia de como viver, isso até certo ponto é importante, pois temos o que seguir e podemos nos organizar para isso, mas esse guia está correto?

Alimentação

Se avaliarmos a alimentação, por exemplo, veremos que atualmente 60% da população mundial têm maus hábitos alimentares, ou seja, ou comem de mais ou de menos, e além da quantidade temos que ver a qualidade desses alimentos, quantos dias da semana você, por exemplo, come de uma forma saudável, adicionando na alimentação todos os alimentos saudáveis e basicamente necessários para lhe manter com saúde? Não exagerando e tampouco faltando? A resposta a essa pergunta é assustadora para a maioria das pessoas, e olha que são elas mesmas que estão respondendo.

Fumo

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), 94% da população mundial está exposta ao fumo passivo, ou seja, você pode não fumar, mas respira a fumaça que o outro fuma, e isso acarreta os mesmos problemas de saúde. O tabagismo mata por ano por volta de cinco milhões de pessoas em todo mundo. Faça a seguinte pergunta a quem fuma: Você sabe os riscos que o cigarro traz, e os riscos a sua saúde e a saúde do próximo? Mais uma vez você se surpreenderá com a resposta, pois praticamente todos os fumantes sabem de todos os riscos que causam, e principalmente sabem que estão minando pausadamente suas vidas.

Alcoolismo

Sabe-se que o álcool é uma das bebidas mais consumidas no planeta, e está espalhado pelo orbe terrestre em diversas formas, cores e sabores. Sabe-se também dos seus efeitos negativos que muitas vezes são catastróficos, é cada vez mais comum que jovens de 15 anos ou menos agreguem o álcool em seu cotidiano, trazendo inúmeros problemas. Não é preciso mencionar aqui os pontos negativos que seu uso abusivo ou freqüente causa no organismo, principalmente no sistema Gastrointestinal (chamo atenção ao fígado). Não seria espanto dizer que anualmente morrem 2,5 milhões de pessoas em conseqüência de bebidas alcoólicas, e mais uma vez friso a seguinte pergunta: Quem o toma sabe de tudo isso, correto?

Sedentarismo

A falta de exercício somado a maus hábitos alimentares parece ter chegado com muita força no século XXI, cada vez mais impulsionado pela comodidade que se torna mais presente em nossos dias faz dele um dos grandes vilões deste século, estima-se que 60% da população mundial não realiza atividades físicas necessárias para uma boa saúde, isso muitas vezes pode não trazer efeitos a curto prazo, mas seguramente sim a longo. Afinal, todos nós sabemos e temos total consciência dos benefícios que exercícios físicos nos trazem, não é mesmo?

Acidentes de trânsito

Um milhão e meio de vidas são perdidas anualmente devido a acidentes de trânsito em todo o mundo, 45% desse número são pessoas com menos de 25 anos, os desastres de trânsito são a primeira causa de morte entre os jovens de 15 a 19 anos e a segunda entre os de 10 a 14 e os de 20 a 24, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Entre as principais causas estão a embriagues e a imprudência ao volante. Pergunta: Qualquer motorista tem o total conhecimento dos riscos que pode causar a si e aos outros, não?

Além de causas como as mencionadas acima existem inúmeras e inimagináveis outras que podemos classificar como Suicídio Inconsciente.

Reflexão

Nascemos com um corpo perfeito, todos nossos órgãos estão novinhos em folha, prontos para trabalhar por toda uma vida, nossos sistemas funcionam perfeitamente, praticamente sem nenhuma falha, somos o equilíbrio em pessoa. Porém Deus nos deu algo incrível, o chamamos de Livre-arbítrio, esse maravilhoso dom nos é dado propositalmente, a todos nós, e o mais incrível acontece, nos transformamos no regente de nossa própria orquestra. Quando ainda crianças, assim que começamos a entender melhor o que se passa ao nosso redor, instintivamente já sabemos o que pode nos fazer bem ou mal, e conforme crescemos nos vamos dando conta, através de toda informação que nos chega, dos verdadeiros valores corretos e o mais importante, já temos uma predisposição do caminho a seguir.

Friso uma vez mais sobre nossa liberdade de escolha, uma pessoa que apresenta um vício ou mau hábito, seja ele de qualquer espécie, e que o mesmo influencie negativamente, seja sua saúde, psíquico ou vida espiritual, infelizmente essa pessoa estará entrando para o “roll” de possíveis vítimas do Suicídio Inconsciente.

O objetivo principal desse post é alertar e conscientizar aqueles que se encontrem nessa situação, a qualquer altura do campeonato é possível fazer uma auto-avaliação e decidir qual caminho a seguir.

Boa sorte a todos !

About Author

Médico Veterinário; Professor; Acadêmico de Medicina. Realiza pesquisas nas áreas da Ciência, Espiritualidade, Ufologia e cotidiano. Tem como objetivo o desenvolvimento de novas teorias e a disseminação do conhecimento para interesse comum.

  • Julio

    Uma pergunta. O autor deve ser muito pobre?

  • Julio

    Não, porque eu só vejo rico, acadêmico e letrado aqui. Não vejo pobre, não consigo ver pessoas da classe ”C” e isso é péssimo para o público pobre. Escrever é muito fácil, difícil é viver irmão, difícil é estar na pele dessas pessoas que sofrem por tudo isso. Abraços!!

  • Leon Kenedy

    muito bom, ótimo para refletir!