Entrevista: Jorge Vercillo lança música sobre avistamento de Ovnis

0

Primeiramente queremos agradecer ao artista, cantor e compositor Jorge Vercillo por ceder um espaço em sua agenda para que o Verdade Mundial tivesse acesso a nova canção e ainda pudesse saber um pouco mais por trás da história desta linda canção. Obrigado Jorge, que seus pensamentos sejam propagados através desta e de muitas outras canções.

Ton, editor chefe.

Para mais informações sobre o artista e venda do disco acesse: http://www.jorgevercillo.com.br/

O cantor e compositor Jorge Vercillo apresenta novo single no próximo mês: “Luzes que se movem pelo céu”, o quinto do projeto ‘Extra-físico’, onde Vercillo optou por lançar as novas canções a cada mês na internet. “Trata-se de um disco vivo, onde o público pode acompanhar a gestação do projeto, mês a mês”, explica Vercillo.

“Luzes que se movem pelo céu” foi composta em parceria com o mineiro Flavio Venturini, e fala sobre avistamentos de objetos voadores não identificados e o término de uma relação afetiva. “Como sou estudante de bioenergia e projeção astral, já tive algumas experiências fora do corpo físico. Vejo isso como ciência, como um conhecimento que não é amplamente reconhecido. Existe uma ciência de vanguarda que já admite isso”, conta Vercillo. A canção vai integrar o EP que será lançado este ano pela Radar Music, contendo os quatro singles já apresentados ao público: Talismã Sem Par, Silêncio na Favela, Permissão, Quem e as inéditas: Luzes que se movem pelo céu, e Cegueira da Visão, parceria com Patrick Leonard, produtor e compositor americano responsável pelos álbuns e singles mais populares de Madonna. “Pat Leonard queria parceria com brasileiros. Eu tinha essa letra, sobre ilusão da matéria e surgiu essa parceria”, celebra. O EP também marca a estreia de Vinicius Vercillo (13 anos), filho mais velho de Jorge Vercillo, em uma gravação profissional, trazendo seus solos de guitarra.

Jorge Vercillo_Lucas Soares_externa

– Como começou o seu contato com a Verdade que é ocultada da população em torno do contato com seres evoluídos e extraterrestres? 

 A arte, através da música, me levou a ter sensações e experiências mais sensíveis, foi me dando mais lucidez, apurando a minha sensibilidade e, com isso, o poeta, o artista, vê o universo de uma forma diferente, e eu resolvi colocar essa diferença a serviço da humanidade. De uma forma bem simples, ninguém é dono da verdade, mas acho que o artista pode ajudar as pessoas a terem uma visão diferente da realidade que nos cerca. Então, a partir daí, eu comecei a me informar e a continuar usando muito a minha intuição. Como eu trabalho e vivo da minha intuição para fazer composições, essa intuição aumentou o meu fluxo de informação sobre civilizações mais avançadas, corpos mais sutis, e que estamos dentro de uma hierarquia, estamos mais evoluídos em nível de consciência que muitos seres do reino animal, pois somos hominais, mas no reino hominal existem seres em um estágio mais evoluído que o nosso, seja físico ou inconsciência também. Quando digo físico é porque acredito que os corpos e tudo evoluem do mais denso para o mais sutil, então esses seres têm corpos mais sutis, que não apodrecem, não adoecem.. e quando isso acontece eles apenas trocam os veículos caso dos greys de Zeta Reticuli, por isso que eles são todos iguais, Já tive dois ou três avistamentos na minha casa, na Barra da Tijuca (RJ). Uma vez, curiosamente, durante uma palestra sobre ufologia que estava acontecendo na minha casa, começamos a ver uma luz que estava se movimentando no céu a noite, era uma luz bem pequenininha. Não era helicóptero, nem nada. A luz desceu na altura das árvores, estava longe, e depois subiu, e começou a soltar umas luzes menores vermelhas. Tudo isso de uma forma muito sutil, e as pessoas que estavam na minha casa começaram a falar que estavam fazendo a ronda, e eu não dei muito crédito, mas isso ficou na minha cabeça. Não era uma estrela cadente, porque a luz descia e subia, muito menos avião. Depois disso, vi novamente da minha casa bolas de luz, muito perto da gente, do tamanho de uma bola de futebol de salão. Bolas luminosas, algumas  douradas, outras prateadas, passando pela minha casa de forma horizontal, e essas bolas sumiam de repente. Não era estrela cadente porque ela não se desloca horizontalmente. E depois, estudando com pessoas mais aprofundadas, como o Moises Esagui, viemos a perceber que são consciências da natureza, não um extraterrestre especificamente, consciências enérgicas da natureza que estão sempre nos planos superiores, equilibrando as energias do planeta, equilibrando biomas, ecossistemas. Como bem perto da minha casa tem uma lagoa, a gente refere a isso.

– Você teve contato imediato em qual grau? Houve algum registro em fotografia ou vídeo?

Eu sinto que minha história é muito sensitiva, não tenho a clarividência ainda muito desenvolvida. Mas tenho uma sensibilidade grande, essas consciências começaram a se aproximar me soprando muitas coisas, através da música, através das minhas projeções astrais, que é um grande interesse que eu tenho em desenvolver cada vez mais a lucidez através da projeção astral. O ser humano tem como evoluir a sua consciência, ela fica muito mais expandida no corpo astral e mental, você tem uma percepção e uma análise combinatória de ideias e raciocínios muito mais profundos e complexos, quando você está com sua consciência desprendida de seu corpo físico, seu raciocino, universo simbólico, tudo isso se expande, talvez por isso no sonho você entenda tanta coisa, e quando você volta, deixa de entender essas coisas todas e esquece da maior parte do que viveu. Inclusive no caso Hermínio e Bianca (Karran), um dos casos mais antigos e conhecidos de abdução, o ser de fora (Karran) passa exercícios para a humanidade através de respiração, ioga, para desenvolvermos a glândula pineal e a glândula pituitaria. Acho isso muito interessante, mas não acredito em tudo que me contam, em relação a abdução fico um pouco desconfiado em alguns casos, mas tem muita informação com muita logica nesses contatos de terceiro grau. Eu tive algumas projeções astrais onde senti muito forte a presença de amparadores de Zeta Reticuli, e eu trabalho com um pessoal de São Paulo que é muito ligado a eles, fazem um trabalho imposição de mãos e esterilização de energia com amparadores de Zeta Reticuli que tem trazido melhoria de saúde para muita gente, revitalizado muitas pessoas e libertado a gente de cargas emocionais pesadas. Esse trabalho do CEC (Centro de Estudos da Consciência) eu indico para as pessoas conhecerem. Meu contato veio muito através de projeções astrais e amparadores.

– Na canção “Luzes que se movem pelo céu” existe um trecho que nos chamou a atenção que diz: “Sim, existe algo maior, e não contaram pra nós”. Qual sua definição sobre o que não nos contaram Jorge?

Acho que quase tudo, quase todo o fundamento de informação que temos aqui na Terra nesse momento, e no passado também nas nossas civilizações cristã, ocidental. Quase tudo foi formato para nos manipular. De certa forma até para conduzirem  as pessoas subestimando o poder de conhecimento, as pessoas dizem para não terem medo de extraterreste. Nós somos muito manipulados através do medo e da ignorância, mas isso não só em relação à extraterreste, em relação a tudo. Quem vai a televisão se fazendo de vítima ou vendendo medo, eu indico que desconfiem em tenham cuidado com as informações que são tidas na grande mídia de vez em quando.

– Você acredita que nossa civilização ainda tenha uma salvação, algo que mude totalmente o comportamento destrutivo e consumista que nos cerca?

A civilização humana da terceira dimensão da Terra não é um fracasso total, muito pelo contrário! Temos muitas vitórias e muito potencial.

No entanto é inadmissível que estejamos a beira de uma crise mundial de falta de água potável, quando herdamos um planeta com 70% de sua área de água e dotado de todas as tecnologias necessárias para vivermos perfeitamente ! É muita incompetência, ganância e burrice juntas! Vamos precisar reconstruir (sem tijolos) uma nova maneira de pensar, sentir e agir! Vamos precisar reconstruir nossa civilização, e é a esse intuito que eu dedico minha obra e minha vida.

Agradecemos o contato via Agência A+ e a Juliana que cuidou de tudo para que a entrevista pudesse ser realizada. 

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!