Excelente filme: Em um pequeno monastério flutuante sobre um lago vivem um velho monge e seu jovem aprendiz. Enquanto o menino explora os arredores, ele se deixa levar por seus instintos e crueldades infantis. Porém, o mestre sempre está pronto para ensinar suas lições, e mostra para o garoto que as conseqüências de pequenos atos podem durar a vida toda. O filme do diretor sul-coreano Ki-duk Kim conta a história desse jovem seguindo o ritmo das estações do ano.

Se já não dormes, vê … e repara: não procure entender, só contemple e deixe-se levar.
“Batendo duas mãos uma na outra temos um som. Qual é o som de uma única mão?”. Assim como esse Koan é imediatamente inacessível aos aspirantes do zen-budismo, esse filme o é para os não budistas

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.