Realmente lendo este artigo começamos a pensar sobre nossa liberdade que há muitos séculos não existe e apenas é criada como uma história antes de dormirmos. Ansiamos por ela, acreditamos nela, eles nos alimentam com ela, porém nos distanciam dela o quanto podem. Aqui temos mais um caso e este inclui o “grande irmão” Google:

Por Joanna Rothkopf
Publicado no Salon

Atualmente, o buscador do Google classifica os websites de acordo com a sua popularidade, nos quais se encontraram, principalmente, sites de fofocas sobre famosos e teorias conspiratórias. No entanto, isso está prestes a mudar à medida que a empresa está desenvolvendo um programa para que os sites sejam encontrados segundo a sua veracidade e serão ordenados de acordo com o ranking.

O cientista Hal Hodson, da NewScientist, explica que o software funciona acessando o banco de dados dos websites, o que, por acordo unânime, sejam considerados razoáveis e, portanto, estejam localizados no topo dos resultados, enquanto que as páginas que contêm informações contraditórias serão posicionadas no fim.

Anthony Watts, fundador do website Watts Up With That, disse durante uma entrevista à Fox News, que a sua situação é preocupante porque a maioria de seu tráfego é gerado pelo Google.

Lite é o nome do novo algoritmo, na qual já está em andamento, que estabelece um ranking de veracidade baseado no conhecimento, para que os resultados sejam priorizados com base em informação médica. Agora, os médicos e especialistas em medicina veterinária terão prioridade nessa busca. De outra forma, a propaganda antivacina não aparecerá nos primeiros resultados de busca pelo termo “sarampo”, por exemplo.

FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.