Alienação parental é crime: A criança não deve pagar pela escolha,revolta ou amargura do pai ou da mãe

1

Usando de imparcialidade muitas vezes podemos perceber mães e pais que depois de se separarem jogam  a criança ou adolescente contra o ex-marido ou ex-esposa. Novamente sendo imparciais, infelizmente aqui podemos perceber uma grande parte de mulheres neste grupo. A criança vira objeto de barganha, mercadoria, algo que é usado para se vingar, para punir, etc. Muitas vezes o genitor que tem  a guarda manipula a criança e/ou impede ela de ver o ex-marido ou ex-esposa. Outras vezes fazem vitimismo na frente dos magistrados. Outras vezes usam de violência psicológica e emocional. E em muitos casos, usam de tudo isso.

Conforme a lei, é alienação realizar campanha de desqualificação contra o pai ou a mãe; dificultar o exercício da autoridade parental; atrapalhar o contato dos filhos com genitor; criar empecilhos para a convivência familiar; omitir deliberadamente ao genitor informações relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço; apresentar falsa denúncia contra genitor; ou mudar o domicílio para local distante visando dificultar a convivência dos menores com o outro genitor, com familiares ou com avós.

Por outro lado, o estado brasileiro quer isso. Claro. O Brasil é uma nação marxista cultural cujo povo é cobaia de engenharia social faz anos. Toda a cartilha marxista cultural é seguida com leis absurdas (PresidentA), lei disso, projeto daquilo. Pense, note ao seu redor. Sabemos que o foco do marxismo cultural é mudar a sociedade e para isso os marxistas como feministas e outros grupos querem destruir a estrtutura familiar (vista como antiga). Logo, alienar crianças é bom para estes movimentos com suas teorias “modernas”. Enquanto isso para leis realmente importantes, no principal, no grosso, nada muda.

Sorte que algumas pessoas sabem disso. Homens e mulheres que ainda questionam este “mundo melhor” com leis absurdas, prioridades tortas e valores invertidos.

Lembramos:

1- A criança não deve pagar pela sua amargura, dor ou raiva nem ser cobaia de movimentos marxistas culturais que fazem engenharia social (feminismo);

2-A criança não é objeto, mercadoria ou barganha;

3-Evitar um pai ou mãe violentos é uma coisa bem diferente de manipular a criança, manipular a lei ou criar mentiras  de terceiros;

4- Todo mundo tem direito a ter um pai ou mãe. Impedir a criança de ter isso é uma crueldade absurda e crime.

5-A criança não deve pagar pelas suas escolhas;

6-Em casais separados pai e mãe podem não se relacionarem bem mas isso não quer dizer que a criança não possa se relacionar bem com um dos dois ou ambos.

7-Feministas e simpatizantes adoram usar a sua amargura e revolta com crianças. Denunciamos aqui no passado como elas fazem de crianças cobaias para suas teses loucas sobre igualdade. O trauma que sofrerem querem repassar aos seus filhos/as.

Manipular criança ou adolescente contra seu genitor/a é crime e gera punição.

FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.

  • Nédio Halembeck

    Não existe punição. Oque existe é o amor pelo dinheiro e vingança…….