A palavra amor tem sido utilizada de forma distorcida, tirando-lhe a energia real que ela verdadeiramente tem.

Amar não é dar a sua vida de presente para o outro, não é  tratar as pessoas apenas com delicadeza ou demonstrar apenas carinho e bondade, construindo um ambiente harmonioso ao custo de sua própria anulação. Você só verdadeiramente ama quando é íntegro consigo mesmo, quando expressa todo o seu SER.
Você não pode dizer: eu amo alguém quando você encolheu a si mesmo, se anulando.
Se você anula toda a sua raiva, toda a sua tristeza, se você anula os seus dons, se você não expressa a sua visão sobre o mundo, se você  não coloca a sua assinatura energética no que faz, não há qualquer integridade no seu viver.
Não é você caminhando pelo mundo, mas uma personalidade aprendida, construída para se adaptar às expectativas dos outros.
Então sua personalidade que pensa ser muito esperta para conseguir tudo o que quer age camuflando seu ser de várias formas. Exemplo: se esses outros esperam ser tratados com delicadeza você da à eles delicadeza, mesmo que esteja explodindo em raiva. Ou, se você tiver uma nova visão sobre algo, e se essa visão não for adequada à visão da maioria, você sequer vai revela-la,  para não contrariar os padrões já estabelecidos.
Você também pode anular a sua alegria, porque a maioria à sua volta sofre, e você absorve a tristeza e a incorpora como sua. Sim, você faz isso,  e nem percebe que fez.
Com o tempo todos esses comportamentos se tornam normais e você esquece quem é, e se torna mais um robô que camufla a expressão do seu Ser em troca do desejo de ser aceito, só porque você por alguma compreensão equivocada aprendeu que ser aceito é sinônimo de ser amado.
Vim agora retirar um véu em torno disso, pra que você enxergue a verdade por trás.
Trago para você a percepção de que amor não é sinônimo de aceitação. Tudo o que você aprendeu sobre amor é falso.
Amor é sinônimo de expressão plena do teu SER. Onde há qualquer anulação, qualquer camuflagem há falta de integridade, e há falta de amor.
Você não pode dizer eu amo se houver qualquer camuflagem de si mesmo.
É falso usar a palavra amor para ser aceito, é falso pensar que há amor quando você anulou qualquer parte de si mesmo.
Tudo o que você é é amor. Inclusive sua raiva, sua tristeza, e as partes que você excluiu e anulou porque pensa que não serão jamais aceitas. Tudo é você e tudo precisa ser expressado para que o verdadeiro amor possa brotar no seu coração e trazer a nutrição que você precisa, que preenche todo o teu SER e te faz sentir parte da consciência Universal.
Quando compreenderes que tudo o que és é totalmente adequado e divino, e permitires a expressão plena de quem és poderás então dizer Eu Amo.

Então Eu Amo terá um sentido totalmente novo para ti, um sentido que jamais pudesses perceber.
Muita dor já foi espalhada na Terra pelo mau uso dessa palavra Amor, que tem sido utilizada para manipular e controlar a humanidade mantendo-a na dor. É simples transformar, esse padrão de dor, de miséria ancestral, para um estado de nutrição, de plenitude e abundância .
Basta perceber finalmente  que amor não é sinônimo de aceitação.
Não é verdade que você só é amado quando  é aceito pelo outro. Você é amado quando compreende que tudo o que você é é digno de ser expressado e vivido. Porque só então você amará a si mesmo integralmente! Só então você saberá o verdadeiro significado do amor, e poderá amar outros. Agora te convido a cessar esse jogo de camuflagem do teu Ser que tu aprendestes.
É um jogo aprendido, ele não é real. Tu podes abandonar esse jogo de manipulação agora mesmo.

FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.