O mal, o frio e a escuridão existem?

1

Alemanha, início do século 20

Durante uma conferência com vários universitários, um professor ateu da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta, objetivando provar que a fé é um mito:

“Deus criou tudo o que existe?”
Um aluno respondeu valentemente: Sim, Ele criou.
“O mal existe?”
Perguntou novamente o professor.
Sim senhor, respondeu o jovem.
Então o professor concluiu: “Se Deus criou tudo, e o mal existe, então Deus criou o mal. E, como Deus criou o mal então Deus é mau?”
O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.
Nesse momento, um outro estudante levantou a mão e disse:
“Posso fazer uma pergunta, professor?
“Lógico”, foi a resposta do professor.
O jovem ficou de pé e perguntou: professor, o frio existe?
“Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?”
O rapaz respondeu:
“De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, é na realidade a ausência de calor.
Um corpo pode transmitir ou receber calor de outro corpo. O corpo que está mais ‘quente’ transmite calor para o outro corpo que está ‘menos quente” (frio), pois possui menos calor. Mas o frio não existe. Nós criamos essa definição de ‘frio’ para descrever como nos sentimos quando estamos precisando de calor”.

E, continuando, o estudante fez outra pergunta: A escuridão, professor, existe?
O professor respondeu: Existe, óbvio, quando não enxergamos nada estamos ‘vendo’ a escuridão.
O estudante respondeu: Novamente comete um erro, senhor, pois a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz. “A luz pode-se estudar, a escuridão não! Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas.
A escuridão não! Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
Como saber quão escuro está um ambiente ou qualquer outro espaço determinado? Com base na ‘quantidade de luz’ presente nesse ambiente, não é assim?
Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente.

Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
Senhor, o mal realmente existe?
O professor respondeu: Claro que sim, lógico que existe, como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, e essas coisas são do mal.
E o estudante respondeu:
Assim como o frio e a escuridão, O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
Deus não criou o mal. Deus é o bem.
O mal é a ausência de Deus em nossos corações.
É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.

Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça permanecendo calado. Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou: Qual é seu nome? E ele respondeu:
ALBERT EINSTEIN.

P.s.: Não sei quem é o autor, e nem se o personagem é verídico, mas a mensagem é bem verdadeira e profunda.

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.

  • Deus criou o mal sim, o mal serve para edificar o bem, para mostrar que tem o outro lado da moeda. O texto quando diz que Deus não criou o mal, está sendo ignorante, então vamos lá, que não sejam as minhas palavras mais sim a do senhor: “Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.” Isaías 45:7