Muse é uma banda que é um tanto popular entre os “Adeptos da Verdade”, devido as suas mensagens alusivas a conspirações e resistência aos poderes corruptos. O álbum de 2009, The Resistance, foi percebido por muitos como um verdadeiro manifesto anti-Illuminati, com hinos de rebeldia, como “Uprising”. A letra dessa canção refere-se às massas emburrecidas sendo controladas por poderes superiores, um tema que é frequentemente discutido pelos “Adeptos da Verdade”. Aqui estão as letras:
A paranóia está florescendo,
As transmissões das relações públicas prosseguirão
Eles tentarão empurrar drogas que nos mantêm estúpidos
E esperar que nós nunca veremos a verdade ao redor
(Então venha)
Outra promessa, outra geração,
Outra mentira “embalada” para nos manter presos em ganância
Com todos os “cintos verdes” amarrados em torno de nossas mentes
E a burocracia sem fim para manter a verdade confinada
(Então venha)
Eles não irão nos forçar
Eles irão parar de nos humilhar
Eles não irão nos controlar
Nós seremos vitoriosos
(Então venha)
Intercâmbio do controle da mente,
Vem deixar a revolução pagar seu pedágio,
Se você pudesse balançar o relógio e abrir seu terceiro olho
Você veria que
Nós nunca deveríamos ter medo de morrer
(Então venha)
Erga-se e tome o poder de volta
É hora dos gananciosos terem um infarto
Você sabe que o tempo deles está chegando ao fim
Nós temos que nos unificarmos e assistirmos a ascensão da nossa bandeira
Outro título desse álbum é “MK-Ultra”, uma canção que descreve o controle mental e como ele é usado em larga escala para controlar as massas. Aqui estão as letras:
O comprimento de onda cresce lentamente,
Noções coercivas se expandem novamente
Um universo preso em uma lágrima
Ressoa no núcleo,
Cria leis não-naturais
Substitui amor e felicidade por medo
Quanta decepção você pode suportar?
Quantas mentiras você criará?
Quanto tempo até você desmoronar?
Sua mente está a ponto de colapsar
E eles estão se libertando
Eles estão se libertando
Nós estamos caindo agora
Estamos perdendo o controle
Invisível para todos
A mente se transforma em uma barreira
Toda a história apagada com apenas um golpe
Quanta decepção você pode suportar?
Quantas mentiras você criará?
Quanto tempo até você desmoronar?
Sua mente está a ponto de colapsar
E eles estão se libertando
Eles estão se libertando
Nós estamos caindo agora
Estamos perdendo o controle
Desde o lançamento de The Resistance, Muse obteve sucesso na mídia, participando até mesmo do MTV Music Awards e do ritual Illuminati, que foi a Cerimônia Olímpica 2012. A aceitação da banda no mundo da música parece ter modificado a sua mensagem, transformando-a em algo que está mais em linha com o resto da mídia. Em uma recente entrevista com a Metro, o vocalista Matt Bellamy afirmou que ele não acredita mais que 11 /9 foi um trabalho interno – juntando-se à versão oficial da história. Será que a indústria da música já chegou até ele?

Matt Bellamy do Muse diz que não Acha Mais que 11/9 foi um “Trabalho Interno”

Matt Bellamy, da banda Muse, revelou que já não pensa mais que os ataques terroristas que foram realizados sobre o World Trade Center em 11 de setembro de 2001 foram um “trabalho interno”. Anteriormente, o líder havia afirmado que havia “evidências maciças” para apoiar as teorias de que as autoridades norte-americanas ou permitiram que os ataques acontecessem ou os fizeram acontecer. Em uma entrevista de 2006 com CMU, ele declarou: “Havia um documento chamado ‘Projeto para o Novo Século Americano’… que claramente diz: “Precisamos de um evento parecido com o de Pearl Harbor para que possamos ter uma desculpa para invadir o Oriente Médio”.

Ao falar com a Metro, porém, Bellamy disse que suas opiniões políticas são “mais refinadas agora” e que ele não acredita mais em teorias da conspiração em torno da tragédia.

Ele disse: “Eu não acredito nisso mais, embora há muitas perguntas a serem respondidas.”

Ele acrescentou: “Eu continuo lendo muito sobre a história política, a influência de corporações e os militares, mas eu me certifico de que estou lendo a partir de fontes credíveis.  Acho que meus pontos de vista políticos são um pouco mais refinados agora.” Discutindo os planos da banda e suas próximas datas de turnê, ele revelou: “Nós teremos uma pirâmide simbólica de cabeça para baixo  suspensa sobre nós enquanto tocamos. Ela vai exibir vídeos e imagens que se relacionam com as músicas. Em algum momento, a pirâmide vai se transformar de dentro para fora e consumir o kit de bateria do Dom. Em seguida, Dom torna-se um ninja que começa a lutar com empresários corruptos … estou falando sério. Isso não é uma piada. “

Então a idéia de que 11/9 foi uma operação de falsa bandeira para justificar operações militares não é mais “credível” para Bellamy? Talvez ele deva verificar se o vídeo de Patrick Clawson, do influente Washington Institute for Near East, abertamente sugerindo uma operação de falsa-bandeira para justificar a invasão do Irã.
 Peter Clawson recentemente sugeriu que um ataque de falsa-bandeira é quase que 
certamente necessário para se começar uma guerra com o Irã. Uma crise incial sempre
 dependeu de um evento, que em muitos casos foi um ataque de falsa-bandeira. 
Fonte: VC | FONTE Traduzida

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!