O Nobre Caminho Óctuplo é, nos ensinamentos do Buda, um conjunto de oito práticas que correspondem à quarta nobre verdade do budismo. Também é conhecido como o “caminho do meio” porque é baseado na moderação e na harmonia, sem cair em extremos.
Essas oito práticas estão descritas nesta passagem:

 “Agora, bhikkhus, esta é a nobre verdade do caminho que conduz à cessação do sofrimento: é este Nobre Caminho Óctuplo: entendimento correto, pensamento correto, linguagem correta, ação correta, modo de vida correto, esforço correto, atenção plena correta, concentração correta.” — SN LVI.11
* Thanissaro Bhikkhu. Dhammacakkappavattana Sutta. Access to Insight. Página visitada em 2008-05-06.

O nobre caminho óctuplo é uma técnica usada para erradicar a ganância, o ódio e a ilusão. Em todos os elementos do nóbre caminho óctuplo a palavra “Correto” é uma tradução da palavra samyañc (Sânscrito) ou sammā (Pāli), que denota plenitude, e coerência, e que possui o sentido de “perfeito” ou “ideal”.
No simbolismo budista, o nobre caminho óctuplo é frequentemente representado pela roda do dharma, cujos oito aros representam os oito elementos do caminho.

Entendimento Correto inclui: compreender cabalmente as Quatro Verdades, acreditar na lei da causa e efeito e não ser enganado pelas aparências e desejos.”

Pensamento Correto significa a resolução de não nutrir desejos, de não ser ganancioso, de não ser irritadiço e de não perpetrar atos nocivos.”

Linguagem Correta significa evitar as palavras falsas, inúteis, abusivas e ambíguas.”

Ação Correta significa não destruir nenhuma vida, não roubar ou não cometer adultério.”

O Meio de Vida Correto significa evitar a vida que possa envergonhar um homem.”

Esforço Correto significa dar o melhor de si, com diligência para realizar nobres ações.”

Atenção Correta significa manter a mente pura e atenta.”

Concentração Correta significa manter a mente correta e tranquila, procurando compreender a sua pura essência.”

FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.