Crianças teriam sido levadas por três dias num TOUR GALÁTICO
Depois foram trazidas em segurança de volta à Terra!

Artigo de Jeanne Kolden
Weekly World News
18 de maio de 1992

Quatro crianças foram levadas a bordo de um Disco Voador e lhe foram mostradas as maravilhas do universo em uma viagem de três dias no espaço. Segundo um relatório de autoridades civis militares.

“Os adultos mentem, adolescentes mentem, mas crianças desta idade são incapazes de mentir, pelo menos desta forma”, disse Rodrigo Ortiz, investigador especial do departamento de polícia de Concórdia, Argentina.

“Tudo indica que eles passaram este tempo em uma nave espacial. Viajaram realmente no espaço e viram atrações como turistas comuns.”

“Em um ponto eles pensaram que Deus estava levando-os para o céu com ele – e que “ELE” teria ficado atrás dos controles da embarcação”

Reportagens de jornais que noticiaram o drama incrível identificou as crianças até 8 anos de idade, Maria Molero, sua irmã Emma, ​​6, e os irmãos Jorge , 5 e Carlos, 3. De acordo com as crianças e uma meia dúzia de testemunhas oculares, um artefato de 23 metros (aproximadamente) e em forma de disco voou sobre o campo em que eles estavam jogando bola em 9 de agosto de 1992 e sugou-os para a nave, depois de lançar sobre eles uma explosão de luz azul brilhante.

“Uma grande nave dourada nos levou para o céu e foi conduzida por Deus – Eu sei que era Deus.”

0a250c12-32cb-41aa-9e5b-7da7362d5849

“Ele usava vestes douradas e tinha longos cabelos prateados e era todo magro”, disse Maria Molero, a mais velha das crianças seqüestradas. “Ele era um bom homem e nos disse para chamá-lo de Laiar. Ele mostrou-nos a lua e outros lugares no céu e disse que eles vinham das estrelas.”

As outras crianças confirmaram a história e disseram que estavam com medo mas apenas um pouco. “Ele raspou o nosso rosto com um pauzinho com uma agulha presa a ele, mas ele não quis nos machucar”, disse Jorge Molero. “Gostei dos quartos, porque todas as camas eram macias e bem altas”, acrescentou Emma Molero.

Carlos Molero, o mais novo, disse: “Havia um milhão de botões e luzes. O homem parecia engraçado, porque ele tinha uma cabeça grande e dois grandes olhos amarelos. Ele é nosso amigo…”

Por causa das dificuldades de entrevistar crianças, as autoridades ainda não conseguiram determinar tudo o que aconteceu durante os três dias a bordo da nave espacial. Parece que eles passaram por algum tipo de testes médicos, no entanto, porque as marcas de raspados de agulha ainda eram visíveis em suas bochechas, após chegar em casa, disseram autoridades.

Um porta-voz militar não confirmou nem negou os relatos da imprensa de que um OVNI foi pego no radar naquele dia, as crianças foram seqüestradas e à noite, depois de 3 dias eles voltaram.

“Estamos investigando e os fatos serão tornados públicos quando eles forem conhecidos”, disse ele.

“As crianças estão sendo entrevistadas agora. Esperamos ter alguma informação sólida em breve”, disse o porta-voz.

O Ufólogo Armando Azparen, não falou com as crianças pessoalmente porque o militar se recusou a responder às suas solicitações de entrevista.

Enviado por Email por Eduardo N Ribeiro

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!