Pessoas menos inteligentes tendem a ser mais conservadoras e preconceituosas

1

“O maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, mas sim a ilusão da verdade” –Stephen William Hawking

Não é nova a idéia de que o conservadorismo e o preconceito estão ligados umbilicalmente. Vários estudos já realizados chegaram a essa conclusão. A novidade é que o posicionamento conservador e o preconceito podem estar ligados à baixa inteligência.

Um estudo feito por pesquisadores de uma universidade de Ontario, no Canadá, chegou a conclusões bastante interessantes: adultos de baixo QI ou com dificuldades cognitivas tendem a ter atitudes conservadoras e preconceituosas (racismo, homofobia, machismo etc).

O estudo foi dirigido pelos pesquisadores Gordon Hodson e Michael A. Busseri, do departamento de Psicologia da Universidade Brock, de Ontario, e foi publicado pela revista Psychological Science.
Os dados levam a crer que as pessoas menos inteligentes se sentem atraídas por ideologias conservadoras porque estas exigem menos esforço intelectual, pois oferecem estruturas ordenadas e hierarquizadas, onde o indivíduo pode se sentir mais confortável.

É bom deixar claro que inteligência nada tem a ver com escolaridade. Há vários exemplos históricos (como a Comuna de Paris ou a Revolução Russa) em que as classes mais baixas e com menos escolaridade se mostraram as únicas capazes de pensar de maneira progressista.

Hodson afirma que “menor capacidade cognitiva pode levar a várias formas simples de representar o mundo e uma delas pode ser incorporada em uma ideologia de direita, onde ‘pessoas que eu não conheço são ameaças’ e ‘o mundo é um lugar perigoso ‘…”.

A grande contribuição dessa pesquisa pode ser a criação de novas formas de combater o racismo e outras formas de preconceito. “Pode haver limites cognitivos na capacidade de assumir a perspectiva dos outros, particularmente estrangeiros”, entende Hodson, já que a crença corrente é que o preconceito tem origens emocionais, não cognitivas. FONTE

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.

  • João

    O racismo é a manifestação, normalmente inconsciente, daquilo que é uma separação natural de povos, mais concretamente dos níveis evolutivos dos seres espirituais que estão dentro dos respectivos corpos humanos.
    As pessoas não demasiado atadas ao raciocínio, sentem como errado a mistura de raças, devido à tal diferença de evolução espiritual. A mistura de raças tende a destruir a mais avançada pois tende a regredir, e as mais atrasadas tendem a evoluir de forma errada pois tendem a adoptar as coisas sem contudo as desenvolverem dentro de si mesmas pela sua evolução natural o que normalmente ocasiona todo o tipo de problemas sociais… isto sem contar que normalmente tendem a adoptar também os costumes errados ainda existentes nas diversas raças.