Superpopulação humana, um risco real ao Planeta ?

0

O mundo começou a olhar para uma nova preocupação que vem crescendo nos últimos anos, a superpopulação da espécie humana, segundo muitos especialistas esse aumento ameaça todo o planeta e vem chamando a atenção de estudiosos, governos e de nós mesmos.

O que é ?

O termo superpopulação descreve um crescente aumento de membros de uma espécie num súbito e curto espaço de tempo, causando um desequilíbrio no seu ecossistema.

Atualmente o número de pessoas na Terra é de pouco mais de 7 bilhões de pessoas, a estimativa é de que para o ano de 2050 essa cifra esteja na casa dos 10 bilhões. Se compararmos com os dados dos anos 90 onde tínhamos por volta de 5 milhões de pessoas, demos um grande salto em pouco tempo.

Quais são os riscos?

A grande preocupação por parte dos governos mundiais é justamente os efeitos que esse drástico aumento pode causar no planeta, qualquer superpopulação, seja ela de qual espécie for, acarreta um grande desequilíbrio no meio ambiente onde se vive, causando automaticamente uma onda crescente no numero de indivíduos, um estacionamento (pico) e consequentemente um desnível, uma queda drástica dessa população devido a falta de suprimentos para a vida (alimento, água, propagação de doenças, etc).

Olhando pelo espectro Planeta Terra, veremos que nele existe um limite de uso, ou seja, uma vida útil que pode se esgotar. Uma população que cresce a cada dia mais sem um planejamento exige por parte do próprio planeta um maior aporte de suprimentos básicos, e isso consequentemente implica numa maior exploração de seus recursos, territórios, alteração na fauna e flora, ou seja, um esgotamento geral.

Outro ponto importante é em relação a propagação de doenças e o retorno de enfermidades já controladas pelo homem, pois sempre que existe um desequilíbrio num ecossistema as portas para infestações de agentes causadores de doenças ficam abertas.

O outro lado da história.

Existem algumas linhas de estudiosos da área que expressam a ideia de que toda esse aumento, bem como seus efeitos já estariam previstos na história da humanidade, inclusive que tal esgotamento do planeta serviria como uma forma de “seleção natural” da espécie humana. Outra linha diz inclusive que o aumento da homossexualidade nos dias de hoje é uma resposta natural para o controle populacional, já que a mesma não permite a reprodução natural como acontece na heterossexualidade, freando de certo modo a explosão nessa curva de crescimento.

A bomba da superpopulação é um assunto muito delicado, pois interfere diretamente no direito de reprodução e na necessidade da perpetuação da espécie, em muitos países já existe um controle populacional, enquanto que em outros há justamente o contrário, um estímulo a reprodução humana devido as baixas taxas de natalidade locais. O aumento da expectativa de vida também é um fator de grande peso nos gráficos futuros de nossa população.

A ONU (Organização das Nações Unidas) vem se mostrando atenta sobre esse assunto, organizando inclusive congressos e reuniões para tratar desse tema, segundo a instituição é necessário um planejamento adequado de cada país para que não haja um colapso a curto prazo.

About Author

Médico Veterinário, atualmente acadêmico de Medicina. Realiza pesquisas nas áreas da Ciência, Espiritualidade, Ufologia e cotidiano. Tem como objetivo o desenvolvimento de novas teorias e a disseminação do conhecimento para interesse comum.