Ataques com seringas estão acontecendo em São Paulo. Foram 9 em apenas um dia!

0

Nota de Utilidade pública | Abaixo o depoimento de uma das vítimas que publicou em sua conta no Facebook sobre um ataque peculiar que está acontecendo em São Paulo envolvendo espetadas se seringa em mulheres que estão em transportes públicos pela capital paulista. Abaixo o depoimento de como acontece e a orientação nestes casos:

“É com muita vergonha que venho tornar publica a humilhação que passei hoje. Estava tendo um dia normal, e indo para a faculdade, na estação da sé, senti algo me espetar, e a dor do músculo repuxar… Fiquei assustada e comecei a olha ao redor, mas não consegui ver um rosto suspeito ou um rosto assustado pelo que tinha feito. Mas nem isso o ser (seja homem ou mulher, adulto ou criança) teve a pachorra de ter. Desci na liberdade e comecei a me olhar o q realmente havia acontecido, e la estava a prova de tudo: um furo com sangue. Entrei em desespero na mesma hora, liguei para casa e entre soluços contei para minha mãe, q me pediu que voltasse para irmos ao hospital. Como se não bastasse uma barbaridade dessa, o médico me disse que era a nona que aparecia hoje (14/09) e que esses loucos tem um padrão para atacar: meninas magras, baixas e que aparentam ser frágeis. Não houve ato sexual, mas me senti violada, me senti humilhada. Agora, por culpa de um psicopata, tenho que fazer um tratamento contra AIDS, para hepatite, fazer vários exames, e por conta dos remédios, terei vários efeitos colaterais que vão atrapalhar a minha vida. Espero que as autoridades se mexam e façam algo para proteger as próximas mulheres, aquelas que não foram atacadas por essa violação. E caso tenha acontecido com vocês, por favor, façam o boletim de ocorrência, isso só vai ajudar a acabar com isso”.

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!