Hospitais passam a oferecer Yoga

0

O yoga – prática milenar indiana que alinha meditação, respiração e postura corporal – está cada dia mais em alta devido a seus diversos benefícios para a saúde física e mental de quem o pratica. Devido a esses benefícios e por não possuir contraindicações, a prática vem se tornando cada vez mais popular em hospitais, inclusive nos hospitais mais caros e renomados do mundo.
Por possuírem mais recursos e facilidades, hospitais maiores geralmente estão mais aptos a contratar pessoas especializadas nesse tipo de prática, além de que, com esse diferencial, geralmente o tratamento do paciente fica mais caro.

O yoga na terceira idade

Os idosos possuem mais propensões a ficarem doentes e internados, então são uma parcela da população que geralmente terão mais acesso a esses benefícios.

Uma pesquisa do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachussets) nos EUA, encontrou alguns indicadores de que a meditação – técnica utilizada na yoga – pode ajudar no aumento de algumas áreas do cérebro, que, com o avanço da idade, tendem a diminuir.

A técnica, então, pode ser empregada nos pacientes para ajudá-los a manter seus cérebros saudáveis e mais ativos, também como uma forma de tratamento e prevenção de doenças.

Como o yoga pode ajudar em hospitais
A meditação, aliada à medicina convencional, é reconhecida como prática extremamente terapêutica. Ela foi, então, indicada pelos postos de saúde a estar presente nos tratamentos de seus pacientes. Para pacientes que estão no tratamento contra o câncer, por exemplo, atividades que envolvem meditação podem fazer uma diferença e tanto na saúde, tanto física quanto mental, por se tratar de uma prática simples, porém efetiva.

O conceito da meditação tem como objetivo desligar-se de tudo que está em volta, ou seja, fazer com que o seu cérebro esqueça das preocupações do dia-a-dia – isso inclui a doença – para que possa focar em coisas boas.

Além disso, pode ser uma forma de aliviar as dores, dependendo da posição realizada. A respiração também pode ajudar a acalmar. Isso, aliado aos remédios, pode trazer um quadro favorável para quem está tratando da doença, além de trazer uma energia positiva para a pessoa.

As gestantes também podem realizar a prática

Mulheres grávidas e que estão prestes a dar à luz também podem passar por um grande estresse devido a toda a alteração hormonal sofrida, as dores e ansiedades de se tornar mãe.

A prática pode ajudar, pois focar no exercício ajuda a desviar a atenção dos problemas exteriores e focar em si e no ato que está fazendo – além de ajudar, também, a preparar o corpo de futura mamãe para o parto natural.

Os pacientes considerados comuns também podem usufruir da prática

Apenas o fato de estar em um hospital pode causar um estresse muito grande em algumas pessoas. Por isso, investir na atividade pode ajudar a aliviar a tensão e a relaxar enquanto passa pelo tratamento necessário.

Se for realizado em um ambiente diferente, então, melhor ainda! O paciente aproveitará muito as aulas, podendo respirar um ar diferente.

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.