Alucinação “contagiosa” deixa cidade em alerta

0

Hospital de Oregon, nos EUA, entrou em quarentena depois de cinco pessoas terem alucinações possivelmente “transmitidas” pelo toque.

Cinco casos de alucinação aparentemente transmitida pelo “toque” intrigam a cidade de North Bend, no Estado de Oregon, nos Estados Unidos. De acordo com informações do site especializado Science Alert, quatro pessoas começaram a exibir sintomas de alucinação após terem contato com uma paciente que já apresentava o caso. Todos estão recuperados, mas, até o momento, não se sabe o que causou esse “surto”.

Tudo começou quando, na última quarta-feira (12), uma cuidadora de 52 anos ligou para a polícia dizendo que cerca de oito pessoas estavam tentado “arrancar o capô do seu carro”. A polícia foi até o endereço informado, mas não encontrou nenhuma evidência do crime. Algumas horas depois a mulher ligou novamente com a mesma queixa. Foi quando dois policiais decidiram voltar ao local e acompanhar a mulher até o Hospital Bay Area, a fim de que ela fosse examinada para identificar possíveis sintomas de alucinação.

Após os exames, a mulher foi considerada saudável e liberada para voltar para casa. No entanto, os policiais, um funcionário do hospital e a paciente de 78 anos da cuidadora também chegaram ao hospital com náusea, tontura, euforia e alucinações. O único fator em comum entre essas pessoas foi o contato físico com a cuidadora.

Foi então que uma equipe Haz Mat – especializada em lidar com produtos perigosos, que incluem materiais que são radioativos, inflamáveis, explosivos, corrosivos, oxidantes, asfixiantes, de risco biológico, tóxicos, patogênicos ou alergênicos – foi enviada ao hospital e à residência onde tudo começou. Simultaneamente, a sala de emergência do hospital foi esvaziada e posta em quarentena até que se verificasse a origem da doença.

Todos os pacientes foram submetidos a exames de sangue, cujos resultados foram normais. Eles já foram tratados, tiveram alta e estão oficialmente recuperados, embora o funcionário do hospital esteja com sintomas semelhantes aos de gripe. O hospital também já foi liberado da quarentena, mas a investigação sobre as possíveis causas desse “surto” de alucinação continua.

A hipótese inicial era que as alucinações tivessem sido causadas por adesivos de fentanil, um opioide prescrito para dor crônica, usados pela paciente da cuidadora. Mas ela já foi descartada. “A investigação encontrou todos os adesivos e medicamentos que poderiam potencialmente ter causado os sintomas relatados. Também não havia presença de contaminantes nos veículos, equipamentos e nos uniformes verificados.“, disse Patrick Downing, porta-voz da polícia de Coos County à emissora local KVAL News.

Segundo a polícia, a única certeza é que a doença foi transmitida por contato direto. Uma hipótese que ainda não foi descartada é a possibilidade de um caso de histeria em massa – em que muitas pessoas em contato umas com as outras começam a pensar que estão sofrendo da mesma condição física e exibem os mesmos sintomas. É possível que todas essas pessoas que entraram em contato com a cuidadora tenham ficado tão ansiosas que também começaram a ter alucinações.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!