A Geração dos idiotas

2

Os idiotas tomaram conta do mundo, em quantidade e também em idiotice, o mundo esta sujeito a ser extinguir se nada for mudado, pois se reparamos hoje em dia, os jovens estão tomando um caminho que se continuar assim, serão a pior fase dos gados dominados, repare o seus comportamento sociais, repare na grande mudança de como vivem suas vidas, os jovens de hoje estão completamente diferente dos de antes, uma geração marcada pela tecnologia, que ao invés de ajudar (seria o certo) esta atrapalhando o desenvolvimento, essa geração será marcada pela a pior geração que a humanidade teve, são idiotas desde o dia que nascerão, eles vivem em pró de diversos meios que só acabam com o ser humano que conhecemos, muitos já estão perdidos.

Uma geração que não quer saber de nada.

Os chamados Nem-nem (nem trabalhão nem estudam)
Essa geração será marcada como a geração dos nenem, são jovens que não trabalham e nem estudam, vivem somente com o intuito de aproveitar a vida, muitos destes jovens não estão nessa categoria porque não tem oportunidade de trabalhar e estudam, eles tem essa oportunidade, mas preferem ficar a merce do nada, isso mesmo, eles querem ficar na vida boa, sustentados pelos pais no qual podem proporcionar uma vida básica enquanto eles se divertem por ai, seja em festas, curtições de diversos tipos, as vezes até aparece empregos e cursos para fazerem, mas os nenem prefere ficar atoa a espera de mais uma diversão, falo isso pois estou no meio dessa geração (nem muito velho mas também nem muito novo) e vivo com situações como estas, conheço um individuo que vive nas custas do pai, não trabalha e nem estuda mas ele tem várias oportunidade de empregos, até eu já ofereci algumas oportunidade para ele, mas o mesmo reluta em aceitar e fica na mesma situação.

Explicação mais especifica sobre os Nem-Nem

Citar:Neném? Não, não é neném. Bem que poderia ser, já que além da semelhança fonética possuem algumas características em comum: não estudam, não trabalham e vivem à custa dos pais. Viram como se parecem? Pois é, mas é estranho. Um neném fazer isso, vá lá, está dentro da normalidade. Agora, para um jovem acima de dezoito, vinte anos? É no mínimo contraditório. Contraditório com o próprio sentido de juventude, pois juventude é energia, é reivindicação, é insatisfação, é querer alçar altos voos. É querer mudar o mundo. É querer ser independente.

A geração perdida: “nem-nem” que está aí, é aquela que cresceu longe do trabalho e da escola. O termo é uma tradução livre do espanhol, pois na Espanha é conhecida como a geração “Ni-Ni”, “ni estudian ni trabajan”; na Itália é chamada de “mammone” porque não larga da saia da mama, e no Reino Unido de “Kidult”.

No Brasil, mais de dois em cada dez jovens entre 18 e 20 anos, estão à margem da inclusão educacional e laboral registrada no país recentemente. Essa geração está preocupando milhões de famílias em todo o mundo. Dados demonstrados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNDA) apontam um crescimento preocupante desse grupo. Em 2001, eram 22,5% desta faixa etária e em 2009, 24,1% (o equivalente a 2,4 milhões de pessoas). Por que isso é preocupante? Porque hoje em dia só não estuda quem não quer.

Mesmo quando o jovem trabalha ele pode estudar à noite, fazer um curso técnico, estudar à distância, por que não? Mas, para isso é preciso querer e eles não querem. Não querem trabalhar e não querem estudar.

A situação é tão preocupante que em alguns países a intervenção do Estado está presente. Na Espanha, metade dos jovens com menos de 34 anos continuam na casa dos pais. Existem exatamente 712.735 jovens espanhóis, com menos de 34 anos, que nem estudam, nem trabalham. Conforme o Instituto Metroscopia, 54% dos jovens desta faixa etária não tem nenhum projeto nem se interessa por alguma coisa. O Reino Unido é pioneiro em tratar do problema.

Jovens sem trabalho e sem ensino são de 15% no país. Foi lá que surgiu um termo específico para se referir a esse grupo: NEET (not in education, employment or training). Além da falta de interesse, muitos jovens estão mal preparados para o mercado de trabalho que ficou mais exigente, mais competitivo e requer mão de obra qualificada. No Brasil, a preocupação com os jovens também está presente, porém, os programas para trabalho jovem não atingiram as metas, já que o número de atendidos pelo Jovem Aprendiz e pelo Pro jovem ficou abaixo das projeções iniciais do governo.

O jovem está adiando cada dia mais sua saída para desfrutar da casa da mamãe. Quem não gosta de conforto? Cama, comida e roupa lavada. Nada contra desde que estudassem, mas não. Isso quando não trazem para dentro de casa uma nora ou um genro e em alguns casos, já trazem também um neném (que não tem nada a ver com a história).

Neném e “nem-nem”, o que dizer? Ironia do destino ou jogo de palavras? Quem seria o responsável por tal situação? O próprio jovem, os pais, o Estado? O que fazer? Tchan, tchaann, tchaaann. Deixo em suspense para que reflitam sobre, pois disso dependerá a salvação dessa geração (se é que ainda tem).

Fonte:www.douradosagora.com.br

Cultura 0

A Geração dos idiotas será marcada por falta de cultura, de ambos os aspectos, são totalmente desprovida de classe, de estudo mais profundo, se conformismo, isso a gente pode perceber pelo youtube, é incrível como os jovens de hoje passam o tempo assistindo coisas inúteis e idiotas, existe milhares de canais no youtube que transmitem nenhum tipo de informação útil aos jovens de hoje, são marcados por futilidades, prazeres carnais, coisas bizarras, assuntos manipulador, desinformação, e até vários tipos de preconceitos.
A Cultura fica no 0%, (salvo alguns jovens, mas estes podem se contar no dedo), os jovens de hoje em dia se contentam com qualquer porcaria que eles encontram na frente,
as musicas são dos piores tipos, livros são mais ainda, artes nem pensar.

Outra coisa a se salientar, eles acreditam em tudo e em todos facilmente, são a geração mais manipulativa de todas, não buscam informações concretas e verdadeiras, o que vier esta bom.

Sem Respeito

Não tinha como não listar essa características, os jovens de hoje em dia faltam com respeito, isso em tudo em que você possa pensar, vai com falta de respeito aos outros até a crenças, Não respeitam nem mais seus páis imagine respeitar um desconhecido ou qualquer outra coisa.

Não tão nem ai para o País

nas manifestações esta presente em grande número os adultos, poucas as vezes eu vi em grande número jovens participarem das manifestações para a mudança do cenário politico de nosso país, quanto mais tempo se passa, mais eles menos se interessa, talvez seja isso o que os politicos ladrões querem, pois uma geração que não se interessa por politica, esta fardada ao fracasso e ao dominio de qualquer situação que alguns ma intencionado querer, em 2016, parte das manifestações foram marcadas quase totalmente pelo publico adulto, já em 2013 foi diferente, tinha bastante jovens, mas isso era porque mexia no bolsos deles próprios como aumento da passagem de onibus, eles lutam por pouco e deixam de lutar por muito, essa é a geração que ira nos substituir, imagine como o futuro será?

Marcados pelo Mal

Sim, infelizmente vejo um alarmante crescimento de jovens em pró do maléfico, eles estão cada vez mais propensos a aceitarem o mal como forma de vida, eu reparei que as mulheres é que estão puxando mais para esse lado (existe homens também é claro), parece que situações em suas vidas fazem elas aceitar o mal como opção, mas porque eu falo o mal, elas aceitam tudo que é oculto, falam mais sobre tudo que rege o mal, algumas até compartilham imagem de baphomet, imagens bizarras contendo reprovação a deus e jesus, descrédito ao bem, blasfêmia, imagens contendo satiras de jesus ou qualquer outro deus ou ser que muitos em suas religiões respeitam, isso vai contra tudo o que suas familias respeitavam, isso se encaixa na citação acima de que essa geração falta com respeito a tudo e a todos.

Conformados

Lembra da juventude nas décadas passadas, como eram inquetas e inconformadas com algumas situações, pois então, ela ficou no passado mesmo, hoje em dia os jovens aceitam tudo como é, não procuram mudar, se mantem nas mesmas situações, algumas de riscos para eles mesmos, essa categoria se encaixa na geração nem-nem, pois para eles tanto faz, tanto fez, eles só estão em busca de viver, e isso é muito perigoso no que se diz o mundo em que vivemos.

Promiscuidade

Ahhh sim, essa daqui tem crescido muito nos últimos anos, especialmente no quesito de gênero, pois tanto os homens quantos as mulheres tem entrado nesse mundo de promiscuidade facilmente, e uma atenção maior para as mulheres jovens, que buscam o prazer carnal a todo custo, antigamente as garotas jovens só perdia a virgindade entre 16 a 20 anos, onde a média certa era aos 18 anos, e isso em um relacionamento, mas hoje em dia, as garotas jovens estão perdendo sua virgindade (e inocência) muito cedo, vejo por ai relatos de garota de 12 anos, 13 anos já fazendo sexo, e até na mídia a gente ve casos de crianças de 10, 11 anos fazendo sexo, até engravidando, sim, teve vários casos desses (nao me pergunte como isso é possível), isso esta se tornando tão comum que os pais nem se preocupam muito, isso faz um maior mal entre as jovens, pois nessa idade eles não estão prontos 100% para a mudança em seus corpos em mentalidades, uma garota só vai descobrir o que é um relacionamento sério com 16 anos, antes disso pode acontecer coisas que pode traumatizar em vários aspectos a jovem, e ela no futuro acabará entrando na promiscuidade facilmente, pois essas que estão hoje nesse mundo, é porque tiveram traumas com relacionamentos precoces demais, acabam sofrendo por opção e hoje viram adultas promiscuas, que o sentido da vida pra elas é outras do que as jovens que seguiram o padrão que antes a humanidade tinha.

Perversão

essa geração é marcada pela perversão, como nunca vemos jovens entrando no mundo do tráfico e acabam se tornando piores do que os traficantes adultos, são perversos, matam sem dó, matam por prazer, isso não somente no mundo dos crimes, e sim na vida, vejo relatos de jovens maltratando pessoas, animais (ou tudo que eles possam maltratar), parece que o mal os seguem, nesse estado também segue o egoismo, maldade, falta de respeito, falta de tudo o que a humanidade um dia já prezou.
A perversão é também vista nos olhos dos poucos que se encaixam, eles tem o prazer de ver o outro semelhante sofrendo, desses alguns se tornam psicopatas, parece faltar qualidades de um ser humano, talvez pela falta de criação pelos pais, ao mesmo outros fatores, mas alguns deixam claro que já nasceram com essa mentalidade vril.

Emfim, são muitas características ruins dessa geração para se citar, se alguém tiver mais algum exemplo para compartilhar, pois acredito que faltou muitos exemplos e até centralização deles aqui neste tópico.
Mas o recardo que eu quero dar é o seguinte: essa geração se nada acontecer e nada for mudado, o pior nos espera, a gente não pode sofrer agora, pois até essa geração se tornar adulta 100% a gente já estará velhos e alguns até vão ter partido dessa pra melhor, mas nossos filhos e netos sofreram as consequências de seus próprios atos, até mesmos os que lutam pelo bem da humanidade, mas enquanto a maioria contaminar o mundo todo, a minoria irá afundar junto também nesse barco chamado Terra.

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!

  • Erick

    Excelente e verdadeiro post!

  • Franco

    Procede, só um adendo, sem maldade alguma, gostaria que tomace como uma crítica construtiva, pois está é a intenção. Sugiro que releia algumas vezes os posts antes de publica-los, desconheço outras postagens de sua autoria, mas este contém muitos erros de português. A coisa toda meio que cai em descrédito quando surgem muitos erros na redação. Abraço.